terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Audiência sobre licitação das linhas de ônibus define diversas melhorias e preço da tarifa abaixo de R$ 3,40 para o final do ano que vem

Gratuidades e lei aprovada por vereadores que prevê mais de uma empresa podem ser fatores fundamentais para tarifas mais elevadas

Aconteceu na noite desta segunda-feira (9), na Secretaria dos Conselhos, na Rua Major Vieira, no Centro, mais uma audiência pública sobre o transporte coletivo em Cataguases, visando a licitação dos ônibus que deverá ocorrer no início do ano que vem. Esta foi a última audiência, organizada pela prefeitura, antes do Edital que deverá ser publicado em janeiro de 2020. 

Na ocasião, foi apresentado pela terceira vez o estudo técnico realizado pela empresa Cidade Viva - Engenheiros e Arquitetos Associados, de Belo Horizonte, que também expôs informações de como deverá acontecer a licitação do transporte coletivo na cidade, licitação esta, obrigatória conforme Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado há mais de 4 anos entre o Município e o Ministério Público. Durante mais de quatro horas, os participantes tiveram novamente a chance de perguntar e tirar suas dúvidas a respeito da licitação.

Além do que já foi falado e exposto nas outras oportunidades, o responsável pela apresentação do estudo, Sr. Ricardo Medanha Ladeira, detalhou que a licitação será composta por dois lotes urbanos - devido a Lei Municipal que obriga a ter mais de uma empresa atuando na cidade -  e um lote para atender aos distritos, exceto a linha de Sereno que deverá ser incorporada no lote 2, entre as linhas urbanas.

Principais Melhorias

As principais melhorias que deverão acontecer após a licitação dos coletivos serão as seguintes: 

  1. Bilhetagem Eletrônica: implantação do sistema de Bilhetagem eletrônica, que possibilitará maior controle de usuários, recolhimento de impostos e carteiras de gratuidade;
  2. Linhas Bairro Centro: várias linhas deixarão de ser diametrais (bairro a bairro) e passarão a funcionar como radiais, ou seja, levando apenas do bairro ao centro, o que possibilitará um maior número de horários.
  3. Integração Temporal: o usuário poderá em um período máximo de 80 minutos, descer de um ônibus e pegar outra linha pagando apenas uma tarifa, proporcionando maior mobilidade de um bairro ao outro.
  4. GPS: Com o sistema de GPS, o usuário poderá baixar aplicativos para Smartphones que possibilitarão saber a hora exata que os ônibus chegarão nos pontos.
  5. Organização da parada dos motoristas e cobradores: com o novo sistema, as paradas para descanso, lanche ou almoço dos motoristas e cobradores, serão organizadas, de forma que o usuário não sinta a pausa dos ônibus.
  6. Implantação de Sistema Integrado de Transporte: permitindo a Catrans controle total de todas as linhas;
  7. Legalização dos Contratos: Hoje as operadoras de ônibus estão com seus contratos irregulares.
  8. Regulamentação: estabelecimento de regras claras para as empresas, com todos os direitos e deveres das mesmas. Prevendo inclusive multa em caso de atraso dos ônibus;
  9. Acessibilidade: todos os ônibus terão que ser acessíveis para atender pessoas com mobilidade reduzida conforme prevê a legislação.
  10. Ônibus mais novos: Melhoria da idade média da frota para 5 anos.

OBS: A empresa que vencer a licitação poderá ainda oferecer serviços adicionais para ganhar pontos na licitação, como ar-condicionado e wifi nas linhas.



Como deverá ser a licitação:

Lotes:
Conforme a proposta apresentada, os lotes ficaram da seguinte forma:

  • Lote 1: terá 12 linhas, com uma frota operacional de 3 ônibus básicos, 2 miniônibus e 15 midiônibus (tipo de ônibus maior que o mini e o micro-ônibus e menor do que um urbano convencional), além de 2 midiônibus reservas, totalizando 22 veículos. Este lote deverá atender uma demanda mensal de 218 mil passageiros por mês, com IPKe (Índice de Passageiros Equivalentes por km) de 1,91.
  • Lote 2: terá 13 linhas, com uma frota operacional de 5 ônibus básicos, 3 miniônibus e 14 midiônibus (tipo de ônibus maior que o mini e o micro-ônibus e menor do que um urbano convencional), além de 2 midiônibus reservas, totalizando 24 veículos. Este lote deverá atender uma demanda mensal de 219 mil passageiros por mês, com IPKe (Índice de Passageiros Equivalentes por km) de 1,79.
  • O terceiro lote englobará as linhas dos distritos, exceto Sereno.
Outros detalhes

Também ficou definido que a Prefeitura de Cataguases não irá receber nenhum valor da empresa vencedora. Para vencer a licitação, a empresa deverá oferecer o melhor serviço, com melhorias na proposta inicial aliado a menor tarifa.

A empresa para participar da licitação deverá estar com todos os documentos exigidos e já estar operando em Cataguases ou outro município com no mínimo 50% da frota exigida, devendo também apresentar declaração de disponibilidade de garagem, qualificação econômica etc.;

O prazo para concessão proposto é de 10 anos e será permitido o consórcio de empresas;

Entre os inúmeros critérios, receberão mais pontos as empresas que:

  • Tiver idade média da frota inferior a exigência mínima que será de 5 anos;
  • tiver condições de começar a operar mais rápido;
  • se comprometer a manter os empregados que já estão trabalhando;
  • tiver veículos zero quilômetro superior ao mínimo exigido de 20% da frota;

Cronograma:

  • 1 semana após esta audiência deverá acontecer a entrega final do Estudo Técnico com as observações das audiências.
  • Publicação do Edital: Final de janeiro de 2020.
  • Abertura das propostas: março 2020.
  • Julgamento Final: junho 2020.
  • Prazo máximo para iniciar operação: dezembro de 2020 (podendo ser iniciado antes conforme proposta da empresa vencedora).

Teto máximo da tarifa
O teto máximo para a tarifa também foi definido pelo estudo em R$ 3,40, para iniciar no final do ano que vem. Este valor, no entanto, não deverá ser a tarifa final, pois vencerá a empresa que conseguir oferecer o melhor serviço aliado a menor tarifa, podendo, portanto, ser fechado um valor bem menor que o teto máximo. Ricardo Ladeira explicou que após estipulado o valor da tarifa, as empresas terão direito a correções da inflação anualmente e de três em três anos, estudo de recomposição de preços, mas o desconto oferecido na licitação continuará valendo durante toda vigência do contrato.

Participações

Durante a audiência foi dada oportunidade para todos os presentes se manifestarem, com críticas e sugestões que foram anotadas para ser analisadas.

Entre as perguntas, ficou claro que a Lei aprovada pelos vereadores que proíbe o monopólio do transporte público em Cataguases, obrigando a ter mais de uma empresa operando em Cataguases, poderá elevar o preço das tarifas, porque será feito uma média entre o preço vencedor do lote 1 e o preço vencedor do lote 2. Por Exemplo, se uma empresa vence o lote 1 com o valor da tarifa em R$ 2,50, e a outra vence com o teto máximo de R$ 3,40, o valor final da tarifa será de R$ 2,95, ao passo que se fosse lote único, a empresa que ofereceu a tarifa a R$ 2,50 venceria e este seria o valor da nova tarifa.

O jornalista Marcos Gama sugeriu aos vereadores que revoguem esta lei, já declarada ilegal e inconstitucional pelo Ministério Público, porque as empresas podem participar como consórcio, o que não elimina a chance das empresas de Cataguases. Outra sugestão do jornalista foi que a linha de Sereno fosse incluída no lote dos distritos, esta sugestão foi apoiada pelo empresário Oder Ferreira da Viação Bonança.

Também questionado por Marcos Gama, ficou claro que, como contará pontos, as empresas terão que aproveitar a mão de obra que já está trabalhando atualmente na cidade, além disso, a empresa terá de manter o funcionário que for contratado por já estar trabalhando em empresa de Cataguases, terá que mantê-lo por no mínimo um ano.

O empresário Oder Ferreira, proprietário da Viação Bonança, contestou o índice de gratuidade encontrado no estudo, que ficou em torno de 33%. Segundo o empresário, estudo de 2012 mostrou que a gratuidade seria de 49%. No entanto, o engenheiro argumentou que várias carteirinhas foram revogadas na atual gestão e que seria interessante os vereadores analisarem esse tema, pois o preço da tarifa leva em conta os não pagantes, fazendo com que os pagantes subsidiem os que não pagam.



O vereador Rafael Moreira fez diversos questionamentos ao Sr. Ricardo Medanha Ladeira, como: porque o valor do serviço prestado ficou em aproximadamente R$ 75 mil, em uma licitação que previa valor acima de R$ 200 mil? e se ele teria respondido a algum processo quando foi diretor da BHTrans em Belo Horizonte. Ele respondeu que como está realizando outros serviços em Ubá e Viçosa, seria interessante pegar cidades mais próximas, o que propiciou a melhoria do preço. Sobre processo, o engenheiro respondeu que pode ter existido processo contra a BHTrans, mas não contra a sua pessoa, que ele desconhecia qualquer processo em que ele fosse réu. Ele aproveitou para dizer que desqualificar o trabalho realizado pela empresa não elimina o fato de que a prefeitura precisa realizar a licitação. O vereador continuou com insinuações e disse que seu temor seria que a licitação fosse vencida pelo Grupo CSC de Viçosa. 



Audiências da Câmara
Os vereadores, Rafael Moreira e Betão do Remo, insistiram em realizar as 10 audiências públicas que a Câmara havia proposto. No entanto, após recente derrota no Ministério Público, eles resolveram propor a realização das 10 audiências até março do próximo ano e não mais até agosto de 2020 como queriam inicialmente. Além disso, a Câmara deverá contratar um técnico para acompanhar todo estudo. Eles insistiram em uma reunião com o procurador-geral, Dr. Yegros Malta, que aconteceu na manhã desta terça-feira (10) na Câmara, ficando acordado que a Câmara irá realizar as 10 audiências até março para ouvir a população apenas no tocante às linhas de ônibus, pois o edital de licitação será publicado em janeiro conforme cronograma. No entanto, as propostas da população com relação às linhas dos ônibus poderão ser efetivadas, após estudo, mesmo após a licitação. 


Suspeita de Fraude em Licitação

A audiência serviu também para o procurador-geral Dr. Yegros Malta, esclarecer notícia divulgada em sites que supostamente seriam vinculados a partidos políticos de oposição, sobre uma suposta fraude na licitação do transporte escolar. Questionado pelo empresário Oder Ferreira sobre esta suposta fraude, o Procurador Yegros Malta, explicou que a suspeita levantada por um concorrente que não venceu a licitação, se baseia em um rasgo, de menos de 2 cm, em um dos envelopes onde não teria como passar nenhum documento. Segundo ele, a empresa perdedora entrou com pedido de liminar  para embargar a licitação e não teve o pedido deferido. Ele aproveitou para disponibilizar foto do envelope com o rasgo que gerou todo o problema (foto abaixo).




Posição da Viação Bonança

Em entrevista para o Site Mídia Mineira, o proprietário da Viação Bonança, Oder Ferreira Filho, disse que a audiência foi boa, abriu oportunidades para o debate, que todos foram ouvidos e que aguarda para ver sobre as sugestões serão acatadas. Em relação a linha de Sereno, ele também sugeriu que ela fosse passada para o lote dos distritos, para servir de subsídio, caso contrário, as linhas dos distritos não terão renda, no ponto de vista do empresário.

Sobre o valor da tarifa, ele disse que os números apresentados estão altos no seu ponto de vista. "Quanto maior são os números, menor a tarifa", disse. No seu ponto de vista, é necessário racionalizar o transporte para baixar a tarifa e os investidores também não irão investir se não tiverem retorno a altura.

"Eu vou me preparando para participar da licitação, aos trancos e barrancos, porque como eu falei, tenho muitos funcionários que dependem da empresa para viver", finalizou.



Polícia Civil prende em Muriaé mais dois suspeitos de matar e queimar vítima

Agentes da Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa - DHPP da 4ª DRPC  prenderam, na manhã desta segunda-feira, 09, mais dois Suspeitos de participação no Homicídio ocorrido na madrugada de 27 de outubro, quando um corpo carbonizado, ainda não identificado, foi localizado numa Estrada rural que dá acesso a Fazenda Campo Formoso II. No dia 11 de novembro, um homem de 38 anos também foi preso pelo mesmo crime.

De acordo com as investigações o crime teria sido cometido em retaliação pelo fato de a vítima ter subtraído armas de fogo que pertenciam a um Grupo Criminoso que atua no Bairro Santa Terezinha.

Esse mesmo Grupo foi investigado pela Polícia Civil, em 2018, pela prática de Tortura, quando foram gravadas e divulgadas imagens de um jovem sendo agredido e castigado por ter supostamente subtraído uma caixa de som da Associação de Moradores do Santa Terezinha.


Os Suspeitos foram capturados em suas residências, no Bairro Santa Terezinha, conduzidos até a sede da Delegacia, de onde serão encaminhados ao Presídio.


Com informações e fotos da Rádio Muriaé 

Leia Também


Caixa começa a pagar hoje décimo terceiro do Bolsa Família

Os beneficiários do Bolsa Família começarão a receber nesta terça-feira (10) o abono natalino, equivalente ao décimo terceiro do benefício. Instituído pela Medida Provisória 898, editada em outubro, o abono consiste no benefício pago em dobro em dezembro.

Segundo a Caixa Econômica Federal, que administra os pagamentos, 13,1 milhões de famílias estão sendo atendidas pelo Bolsa Família em dezembro. Neste mês, o governo desembolsará R$ 2,5 bilhões com o pagamento do benefício deste mês, mais R$ 2,5 bilhões com o décimo terceiro.

O benefício extra será pago com o mesmo cartão, nas mesmas datas e por meio dos mesmos canais pelos quais os beneficiários recebem as parcelas regulares do Bolsa Família. Os beneficiários que recebem por meio de crédito em conta poupança ou na conta Caixa Fácil terão o valor do abono natalino creditado nas mesmas contas.

O calendário de pagamentos seguirá o dígito final do Número de Inscrição Social (NIS) do responsável familiar apresentado no cartão do programa.


Beneficiários com o final 1 serão pagos nesta terça-feira. O cronograma segue com o pagamento aos beneficiários com final 2 na quarta (11); final 3, dia 12; final 4, dia 13; final 5, dia 16; final 6, dia 17; final 7, dia 18; final 8, dia 19; final 9, dia 20, e final 0, dia 23.

Fonte: Agencia Brasil / EBC

segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

Última audiência pública antes da licitação dos ônibus urbanos de Cataguases acontece nesta segunda-feira

A Prefeitura de Cataguases vai realizar, na noite desta segunda-feira (9), sua segunda audiência pública sobre o transporte coletivo em Cataguases.

A reunião está prevista para ser realizada na Secretaria dos Conselhos, localizada na Rua Major Vieira, 212, no Centro, à partir das 18 horas. Na ocasião, será apresentado o estudo feito pela empresa Cidade Viva - Engenheiros e Arquitetos Associados, de Belo Horizonte, sobre a situação atual do transporte coletivo em Cataguases.

Esta deverá ser a última oportunidade para a população tirar dúvidas, expor críticas e sugestões para a licitação que deverá ser marcada para o início do ano que vem.

Estudo técnico

Na primeira audiência pública que aconteceu no dia 21 de novembro, no Ginásio Poliesportivo Max Baer Lopes, no bairro Bela Vista, a população pôde conhecer tópicos do Estudo Técnico realizado pela empresa Cidade Viva, conforme a seguir:

  • A média da idade dos ônibus que atuam hoje no município é de 8 anos;
  • Os usuários pagantes da tarifa inteira são cerca de 50% e o restante se dividem em estudantes (16,6%) com meia tarifa e não pagantes (33,4%);
  • Mesmo assim, a média de usuários pagantes em Cataguases é muito boa, melhor que em muitas cidades, como Juiz de Fora por exemplo;
  • Cataguases também possui uma média de passageiros transportados por dia, melhor que várias cidades e acima da média nacional. Enquanto que em Cataguases são transportados mais de 600 passageiros por dia, em outras cidades, como Belo Horizonte por exemplo, essa média gira em torno de 500 passageiros/dia;
  • A maioria das viagens são para o centro da cidade e em segundo lugar para a Vila Teresa;
  • A média de passageiros por viagem é de 56 passageiros e chegou a 93 passageiros em uma viagem. No mesmo momento chegou a ser contado 58 passageiros dentro de um ônibus;
  • 82% dos passageiros tem destino ao centro, Vila Teresa ou Taquara Preta;
Para conhecer o estudo, clique aqui.

Propostas

Com base no estudo, a empresa propôs as seguintes medidas que deverão ser implantadas com a licitação:

  1. Implantação do sistema de Bilhetagem eletrônica, que possibilitará a integração temporal, onde um usuário pode sair de um ônibus e entrar em outro com destino a outro bairro pagando apenas uma tarifa. Além disso, a bilhetagem eletrônica proporcionará maior controle por parte do município da quantidade de usuários e das gratuidades;
  2. implantação de sistema de GPS nos ônibus com disponibilização de aplicativos que possibilitarão aos usuários saber o horário real em que os ônibus irão chegar ao ponto.
  3. com a integração temporal, as linhas deixarão de ser diametrais (bairro/bairro) e passarão para bairro/centro, diminuindo a circulação de ônibus no centro da cidade e possibilitando opção ao usuário de se deslocar para qualquer bairro;
  4. organização da parada dos motoristas e cobradores, de forma que os coletivos não deixem de circular e atender aos usuários em todos os horários.
  5. implementação de sistema de controle operacional, para gerenciamento das linhas;
  6. implantação de Sistema Integrado de Transporte;
  7. legalização dos contratos das operadoras que hoje estão irregulares;
  8. estabelecimento de regras claras para as empresas, com todos os direitos e deveres das mesmas. Prevendo inclusive multa em caso de atraso dos ônibus;
  9. todos os ônibus terão que ser acessíveis para atender pessoas com mobilidade reduzida conforme prevê a legislação.
  10. Ônibus mais novos: Melhoria da idade média da frota para 5 anos.
  11. Teto máximo para o valor da tarifa.


OBS: A empresa poderá oferecer serviços adicionais para ganhar pontos na licitação, como ar-condicionado e wifi nas linhas.

Como deverá ser a licitação

Diante do que já foi apresentado, a licitação deverá ser da seguinte forma:
  1. As linhas serão divididas em 3 lotes: dois urbanos e um lote para os distritos, exceto Sereno que será incorporado em um lote urbano;
  2. A ideia inicial é que a prefeitura não receba nenhum valor para concessão das linhas. A empresa vencedora será a que oferecer o melhor serviço com a menor tarifa;
  3. a empresa para participar da licitação deverá estar com todos os documentos exigidos e já estar operando com no mínimo 50% da frota exigida, ou seja, possuir no mínimo 13 ônibus, devendo também apresentar declaração de disponibilidade de garagem, qualificação econômica etc.;
  4. o prazo para concessão proposto é de 10 anos;
  5. será permitido o consórcio de empresas;
  6. entre os inúmeros critérios, receberão mais pontos as empresas que:
a) Tiver idade média da frota inferior a exigência mínima que será de 5 anos;
b)  tiver condições de começar a operar mais rápido;
c)  se comprometer a manter os empregados que já estão trabalhando;
d) tiver veículos zero quilômetro superior ao mínimo exigido de 20% da frota;



sábado, 7 de dezembro de 2019

Polícia Civil apura morte de jovem em Divino e prende três suspeitos

Nesta quinta-feira (05), a Polícia Civil de Minas Gerais, realizou uma operação policial que culminou na prisão de dois homens, de 20 e 26 anos, e de uma mulher de 40 anos, suspeitos do latrocínio que vitimou Fabrício Rodrigues Marçal, 22 anos, em julho de 2018. Uma quarta pessoa, que ná época dos fatos, era adolescente (17), também esta relacionada ao fato. Este, cumpre medidas socioeducativas em Muriaé pela prática de outro ato infracional.

Fabrício foi encontrado por moradores em uma estrada vicinal no Córrego Taquaraçu, Zona Rural de Divino, com duas perfurações por arma de fogo na região abdominal. Na época, a motivação do crime  era tratada como misteriosa, já que a vítima trabalhava como entregador de uma farmácia e, segundo amigos e familiares, não tinha inimigos.

A Polícia Civil instaurou inquérito policial e no decorrer da apuração, conseguiu descartar a linha de investigação inicial que apontava para uma suposta emboscada, depois de a vítima ter saído em sua motocicleta para prestar auxílio a um colega.

Durante os trabalhos de polícia judiciária, a 37ª Delegacia de Polícia, utilizando-se de técnicas investigativas, conseguiu chegar aos quatro suspeitos, além de ter apurado a mecânica do crime e sua motivação.

De acordo com o delegado Rômulo Segantini, atual responsável pelo caso, os presos são dos municípios de Fervedouro e Carangola, onde já são conhecidos no meio policial pela suspeita de envolvimento em diversos crimes violentos e com o tráfico de drogas. A autoridade policial destacou que eles foram interrogados e confessaram suas respectivas participações no crime, bem como esclareceram que saíram da cidade de Fervedouro em um carro – já identificado nas investigações - com a intenção de roubarem uma motocicleta para quitar dívida de drogas.

Segundo os suspeitos, o motociclista estava parado na estrada e ao ser abordado, tentou ligar a moto para fugir. Em razão disso um dos autores efetuou um disparo para o alto e mais dois tiros na direção da vítima que após ser atingida teve a motocicleta roubada.
  

A exitosa operação policial, contou com a participação de 10 policiais civis das delegacias de Divino, Fervedouro e Carangola, além de 04 viaturas.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil

Uma morte e muitos problemas após chuva forte que caiu sobre Muriaé

A forte chuva que caiu sobre Muriaé, causou diversos transtornos para os moradores, além de registrar um óbito, na noite desta sexta-feira (6).

Várias ruas da cidade ficaram alagadas e deixou o trânsito interditado. Em alguns pontos como parte do bairro João XXIII houve queda de energia. De acordo com a Defesa Civil, em menos  de uma hora choveu cerca de 40 milímetros, um número alto para pouco tempo.

No acidente mais grave, Daniela Carla de Oliveira Silva, de 41 anos, faleceu no Hospital São Paulo (HSP), após ter sido arrastada pela enxurrada. A força das águas fez com que ela fosse parar debaixo de um carro estacionado na rua Tombos, bairro Santa Terezinha. O Corpo de Bombeiros fez o socorro à vitima mas, ela já se encontrava sem os sinais vitais. Foi feito um procedimento de ressuscitação e logo após ela foi encaminhada para o HSP, onde veio a falecer na manhã deste sábado.

A Prefeitura de Muriaé emitiu comunicado oficial:
A respeito da forte chuva que começou a cair por volta de 20h e trouxe transtornos em vários locais da cidade, a Prefeitura de Muriaé informa que as equipes de trabalho já estão mobilizadas e prontas para atuar.
A Defesa Civil já está em campo fazendo as devidas vistorias. Já a Secretaria de Saúde está a postos para efetuar atendimentos que se fizerem necessários, enquanto o Demsur aguarda para iniciar o trabalho de limpeza assim que a chuva cessar.
O volume de chuva foi imensamente superior ao esperado; neste momento, a situação começa a voltar ao normal, mas a recomendação é que a população se mantenha atenta nas próximas horas.
Não há preocupação em relação a enchentes, a orientação de alerta vale apenas para moradores de locais próximos a encostas.
“Prefeitura no seu Bairro” adiado – Em função dos transtornos causados pela forte chuva que caiu sobre a cidade nesta sexta-feira (6), o “Prefeitura no seu Bairro”, que aconteceria neste sábado (7), no distrito de Vermelho, foi adiado.
O cancelamento ocorre devido às equipes estarem mobilizadas em frentes de trabalho para minimizarem os impactos causados pela chuva.
Uma nova data para o evento será marcada e divulgada em breve.

Com informações da Rádio Muriaé e Prefeitura de Muriaé
Fotos: Silvan Alves




Motorista fica preso às ferragens em acidente na BR-116 em Leopoldina

Uma carreta carregada com copos de vidro, tombou na rodovia BR-116, em Leopoldina, na tarde desta sexta-feira, 6 de dezembro. O motorista, de 45 anos, ficou preso às ferragens e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). 

De acordo com as informações, o acidente aconteceu na altura do Km 783, próximo do local conhecido como Bica D'água. O veículo Scania R440 seguia de Mogi das Cruzes, no interior de São Paulo, sentido Fortaleza (CE), quando atravessou a pista e tombou colidindo sua cabine contra uma rocha. No acidente, o motorista ficou preso às ferragens.

Os militares do 7º Pelotão BM de Leopoldina Sargento Rodrigo, Soldado Weitzel, Soldado Pereira e Soldado Pengo levaram pelo menos duas horas para retirar o condutor das ferragens. Ele foi encaminhado pelo SAMU para o Pronto-Socorro Municipal da Casa de Caridade Leopoldinense. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o homem estava consciente e apresentava fratura no tornozelo esquerdo e escoriações.

A Polícia Rodoviária Federal registrou a ocorrência e identificará as causas do acidente.


Fonte: O Vigilante Online

Ação conjunta apreende arma e dois mil pinos de cocaína em Além Paraíba

Nesta quinta-feira (05), a Polícia Civil de Minas Gerais, juntamente com a Polícia Militar, deflagrou operação policial em Além Paraíba, visando coibir o tráfico de drogas, principalmente, no Morro da Conceição. A ação resultou na apreensão de dois mil pinos de cocaína e de uma pistola de fabricação turca 9mm. 


Uma pessoa foi conduzida até a Delegacia de Polícia Civil para prestar esclarecimentos.

Policiais Civis da 28º Delegacia de Policia Civil de Além Paraíba, com o apoio dos policiais da Delegacia Regional de Leopoldina, e policiais militares cumpriram 13 mandados de busca e apreensão.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

Carreta perde duas rodas no centro de Cataguases

Uma carreta, placas de Carandaí/MG, carregada com cavacos de madeira, perdeu duas rodas, na manhã desta sexta-feira (6), no centro de Cataguases. Felizmente nenhuma pessoa foi atingida.

A Catrans, órgão responsável pelo trânsito, sinalizou o local e controlou o tráfego de veículos. A Polícia Militar também foi acionada e registrou a ocorrência.

Até o fechamento desta matéria o veículo ainda estava no local aguardando socorro. O trânsito fluía um pouco mais lento, mas sem grandes transtornos.







quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

PM prende autores de roubo em Cataguases


Na noite desta quarta-feira (4), a Polícia Militar prendeu dois homens de 20 e 35 anos, suspeitos de praticarem roubos no centro de Cataguases.

Segundo informações, levantadas pelo Site Mídia Mineira, os dois homens foram presos nas imediações do Mercado do Produtor, após roubarem um homem na Rua Dr. Sobral, no centro. Conforme apurado, um dos indivíduos ameaçou a vítima com uma faca enquanto o outro acompanhava a ação e em seguida eles fugiram levando o celular da vítima.


Acionada, a Polícia Militar realizou diversos rastreamentos e conseguiu abordar os suspeitos próximo ao Mercado Municipal do Produtor. Com eles foram encontrados o aparelho celular e uma faca de 15 cm de lâmina. A vítima também reconheceu os autores.



Eles foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil de Leopoldina para as demais providências.


Justiça anula cláusula de concurso da PMMG e proíbe Estado de vetar portador de HIV em qualquer outro concurso

O juiz Paulo de Tarso Tamburini Souza, da 6ª Vara da Fazenda Pública e Autarquias, declarou nula uma cláusula do Edital 10/2015, que rege o concurso de ingresso na Polícia Militar de Minas Gerais. A cláusula impunha a submissão de candidatos a exames de detecção de HIV, como condição de aptidão de saúde.

A decisão ainda estendeu a vedação desse tipo de cláusula a qualquer concurso público do Estado de Minas Gerais.

De acordo com o Ministério Público, o teor da cláusula mencionada é ilegal, e esse critério não pode ser levado em consideração para aprovação ou não de um candidato à vaga.

A ação se baseou em uma portaria do Ministério do Trabalho que proíbe o uso desse exame como critério para contratação de uma pessoa para qualquer vaga de emprego. De acordo com o documento, portar o vírus HIV não acarreta qualquer prejuízo à capacidade laborativa.

O MP se baseou também na Lei Estadual 14.582, que diz: “É proibida a discriminação contra portador do vírus da imunodeficiência humana (HIV) e pessoa com síndrome da imunodeficiência adquirida (aids) nos órgãos e entidades da administração direta e indireta do Estado”.

Em sua defesa, o Estado de Minas Gerais citou o Estatuto dos Militares, datado de 1969, que estabelece como um dos requisitos para ingresso nas carreiras militares “ter sanidade física e mental”. 

Alegaram ainda que, pela natureza da atividade exercida na Polícia Militar, a condição de portador do vírus HIV oferece a possibilidade de reforma por incapacidade física.

O juiz Paulo de Tarso ressaltou que, atualmente, o indivíduo com a carga viral controlada por medicamentos tem vida normal e total capacidade de trabalho. Sobre a aposentadoria por invalidez, considerou que esta “não escaparia à margem de possibilidade de qualquer outra pessoa”.

Ele citou ainda jurisprudência do TRF1, que concluiu não haver razoabilidade “no ato administrativo que desclassifica o candidato simplesmente porque é portador de uma doença cuja transmissão se dá em situações específicas de contato, que não são esperadas no dia a dia da atividade”.


O magistrado acrescentou que ocorreu discriminação de forma evidente e lamentável por parte do Estado, ação que deve ser evitada de todas as formas.

Fonte: TJMG

quarta-feira, 4 de dezembro de 2019

Posto Petrol's da Vila Tereza em Cataguases reafirma compromisso de preço baixo e explica reajuste

Após conseguir forçar o preço da gasolina cair em Cataguases para um valor bem abaixo do que era praticado na cidade, o Posto Petrol's, localizado na Vila Tereza, informou para o Site Mídia Mineira que a correção no preço inicial que estava sendo praticado, se deu devido a dois aumentos consecutivos da gasolina no Brasil. 


O proprietário, Gedeon Mata da Cruz, lembrou que antes de começar a atuar em Cataguases, o preço já havia alcançado o patamar de 5,09 e que depois a concorrência abaixou para 4,69 e que mesmo assim, pôde colocar um preço bem abaixo do mercado, iniciando com 4,49. Ele esclarece que vai manter o compromisso firmado com a população de Cataguases de praticar um preço justo, com uma margem de lucro pequena.



Para comprovar as afirmações, o empresário disponibilizou duas notas fiscais, onde mostra o custo de 4,15 no dia da abertura do posto e 4,38 que está sendo praticado hoje (4/12/2019) pela refinaria. Mesmo assim, o valor praticado pelo posto está em 4,69, ou seja, um ganho bruto de apenas R$ 0,31 por litro da gasolina.



Confira as notas fiscais disponibilizadas pelo empresário abaixo:


Nota do dia em que o posto começou a funcionar:
(clique para ampliar)

Nota atual, de 3/12

(clique para ampliar)

Suspeito de vários furtos em Cataguases é contido por populares e preso em Leopoldina após nova tentativa de furto

A Polícia Militar prendeu em Leopoldina, na tarde desta terça-feira (3), um homem de 38 anos, suspeito de ter cometido vários furtos em Cataguases.

Conforme apurou o Site Mídia Mineira, o homem é de Cataguases, onde é suspeito de ter cometido pelo menos 3 furtos, todos ocorridos no domingo à noite, na região do bairro Haidee Fajardo. Ele teria corrido das viaturas, deixado um botijão de gás para trás e em seguida, após pular o muro de várias residências, conseguiu fugir em um táxi. A Polícia Militar fez diversas buscas no domingo e durante toda segunda-feira mas não conseguiu encontrá-lo. 

A foto do suspeito foi amplamente divulgada em redes sociais, até que em uma tentativa de furto em Leopoldina, ele foi contido pela população e preso pela polícia.

Vídeos que estão sendo divulgados nas redes sociais, mostram o momento da prisão do suspeito. Ele aparece bastante machucado. A informação passada por populares é que ele teria caído na tentativa de fuga, mas poderá haver investigações para apurar se as lesões foram provocadas por outra pessoa.

Prefeitura de Cataguases continua obrigada a licitar ambulantes e trailers

Segundo promotor, notícia de que TAC estaria suspenso está incorreta

O Ministério Público enviou ofício à Prefeitura de Cataguases, na segunda-feira (2), comunicando o arquivamento do Inquérito Civil Público nº 0153.12.000231-3, que tinha como alvo a apuração do funcionamento dos estabelecimentos tipo trailers, instalados em áreas públicas de Cataguases, bem como a ocorrência de venda irregular de bebidas alcoólicas, desatendimento às normas sanitárias e também a legalidade das permissões de uso concedidas no Município. A decisão veio após julgamento do Conselho Superior do Ministério Público, após apreciação de procedimento administrativo interposto pelo advogado José Inácio Peixoto Parreiras Henriques. Com isso, embora não tenha sido informado de forma clara, aparentemente, os comerciantes se livraram de uma apuração quanto a venda de bebidas alcoólicas e possíveis irregularidades sanitárias. 

No entanto, o ofício do promotor, Fábio Martinolli Monteiro, que o Site Mídia Mineira teve acesso, esclarece que o Município continua obrigado a cumprir o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado há 4 anos e assinado pelo então prefeito José César Samor, onde o Município se obrigou a realizar a licitação dos estabelecimentos tipo trailer.

Conforme o promotor elucidou, foi divulgado em Cataguases, a informação incorreta de que o TAC estaria suspenso, o que não é verdade, "o acordo continua com plena eficácia, vez que o arquivamento e remessa ao CSMP para homologação são providências formais, que não obstam a continuidade das obrigações", ressalta o ofício.

Conforme a prefeitura de Cataguases informou para o Site Mídia Mineira, a licitação para os ambulantes que trabalham com água de coco, caldo de cana e pipoca foi marcada para o dia 7 de  janeiro, que o extrato da licitação dos estabelecimentos tipo trailer, deverá ser publicado em breve e que a decisão de licitar tais pontos é meramente para cumprir a lei, que embora o TAC não tenha sido assinado pelo prefeito Willian Lobo, o descumprimento poderá trazer sanções administrativas para o atual gestor.

Confira abaixo o ofício na íntegra:


terça-feira, 3 de dezembro de 2019

Acidente envolvendo carro e carreta na MGC-120 entre Cataguases e Dona Eusébia

Um acidente envolvendo uma carreta e um carro de passeio, no Km 752 da MGC 120, estrada Cataguases - Dona Eusébia, deixou, conforme a Polícia Militar Rodoviária, pelo menos 4 vítimas, sendo uma grave, no início da tarde desta terça-feira (3).

Conforme as primeiras informações, pelo menos quatro pessoas ficaram feridas, sendo que uma estaria em estado grave. Até o momento, não existe informação de óbito. As vítimas estariam em um VW Fox com placas de Ubá.

A trânsito no local segue lento e em meia pista.

Até o fechamento desta matéria, a Polícia Militar Rodoviária (PMR) de Dona Eusébia, SAMU, Polícia Militar de Cataguases e Corpo de Bombeiros ainda estavam no local. As vítimas foram levadas para o Hospital de Cataguases.

*Foto: Rede Social

Grupo Unidos para servir promove ações beneficentes em Cataguases


Reconhecido hoje no Brasil através da Lei 9.608/98, o trabalho voluntário é de suma importância para construção de um país, Estado ou Município melhor.  Como declarou a Primeira Dama, Michelle Bolsonaro, o voluntariado "“Não é substituir o Estado, mas somar forças para melhorar a qualidade de vida da população mais vulnerável".

No mesmo sentido, com o objetivo de somar forças, para uma Cataguases melhor, surgiu, em agosto deste ano, o Grupo Unidos para servir, com o propósito de ajudar entidades beneficentes de Cataguases, como o Lar de idosos São Vicente de Paulo, creches, entre outras, bem como realizar um Natal Solidário para as crianças carentes da periferia e algumas famílias que necessitam de ajuda.

Composto por 40 voluntários, o grupo já realizou dois eventos este ano: No dia 15 de novembro, no Lar São Vicente de Paulo, onde participaram também o Coral Vozes Boa Nova e as empresas: Salão Belíssima, Rose Bolos e Beto Cabeleireiro e no dia 26 do mesmo mês aconteceu no Clube do Remo, a "Noite de Massas", cuja arrecadação será revertida para ajudar as referidas entidades.


As ações não param por ai, pois o grupo já está reservando datas nos meses de abril, julho, setembro e novembro de 2020. Para tanto, contam com o apoio de diversas empresas e também de pessoas físicas que quiserem ajudar. Para saber mais sobre o grupo, o interessado pode se informar nos seguintes telefones: (32)  9 8812-5649 (Regina) ou (32) 9 8832-0201.

Agradecimentos:

Nesta primeira etapa o grupo agradece aos parceiros, sem os quais o trabalho não seria possível: Clube do Remo, Supermercado Morais, Supermercado Fonte, Supermercado JK da Vila Reis, Chalé do Celso, Aline Festas, Juninho Músico, Restaurante e Cachaçaria Gerais de Minas (Piacatuba), Manto Verde Festas, Açougue Independência, Massas Divino Sabor, Multisom Hits 89,5, Açougue Vida Nova, Marlei Presentes, Loja Camuflagem, Lojas C&S, Casa de Couro Santana, Ibiza, O Boticário, Intimidades, Decola Net, Neivas Embalagens, Betão do Remo, Macapá Gráfica, Funerário São Cristóvão, Magia do Trigo, Marta Rodrigues, República Velha, Lanchonete Estação do Sabor, José Edimar, Lojas Delas, Fábrica de Salgados, Brigaderia Vó Maria, Viviane Alves e Site Mídia Mineira.




Audiência Pública em Ubá sobre ferrovias marca posição das entidades contra destinação de multa ao metrô de BH

O argumento é que indenização bilionária pelo abandono de ferrovias deve ser utilizada também em outros projetos

Comissão Pró-Ferrovias realizou audiência pública em Ubá, na Zona da Mata, sobre projetos ferroviários para o Estado
Foto: Luiz Santana
Inapropriada, antiética e oportunista. Estes foram alguns dos termos utilizados por representantes de entidades defensoras das ferrovias para definir a defesa do Governo do Estado e da bancada mineira no Congresso Nacional de que seja destinado à ampliação do metrô de Belo Horizonte todo o valor de multa aplicada à Ferrovia Centro-Atlântica (FCA). Discursos acalorados em favor da redistribuição dos recursos deram o tom de audiência pública da Comissão Extraordinária Pró-Ferrovias Mineiras da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizada nesta segunda-feira (2/12/12), em Ubá (Zona da Mata).

A FCA, controlada pela Vale, assinou um acordo com o Ministério da Infraestrutura, na última semana, para o pagamento de R$ 1,2 bilhão em multas pelo abandono de ferrovias, tendo como contrapartida o encerramento de ações ajuizadas contra a empresa por essa prática. A bancada mineira no Congresso Nacional e o Executivo estadual articulam, já há alguns meses, para que esses recursos sejam utilizados na criação da linha 2 do metrô da Capital, que ligaria o Calafate ao Barreiro.

No entanto, outros estados atingidos pela má conservação de trechos da malha da FCA, prefeituras e movimentos em favor do transporte ferroviário alegam que não seria justa essa concentração da indenização em investimentos no metrô e exigem, por isso, que ela também financie outros projetos em Minas e no País.

“Sempre tem alguém de olho nesses recursos, para não serem encaminhados ao seu destino natural, onde foram retiradas as linhas”, argumentou o prefeito de Ubá, Edson Teixeira Filho. O município está na região da chamada Linha Mineira, que passa por Ouro Preto e Mariana, na RMBH, Ponte Nova (Zona da Mata) e vai até próximo ao Porto de Açu, em São João da Barra (RJ).

Ele admitiu que a retomada da ferrovia da cidade exigiria algumas adaptações, uma vez que os trilhos estão dentro da malha urbana, mas destacou que essas dificuldades podem ser facilmente superadas com a tecnologia existente.

Outros participantes da audiência, como Taciano Silva, pró-reitor da Universidade Federal de Viçosa (UFV), e o engenheiro ferroviário Virgílio Furtado ressaltaram que a demanda por esse modal de transporte na região é grande, impulsionada pela suinocultura e pela necessidade de escoamento da exploração de minério de ferro e bauxita.

De forma geral, o público presente não se mostrou contra a expansão do metrô de Belo Horizonte, desde que ele seja financiado com outras fontes de recursos. André Tenuta, diretor da ONG Trem, sugeriu como alternativas a exigência das obras como contrapartida tanto da Vale, pelos desastres ambientais causados no Estado, quanto das concessionárias, pelas outorgas, assim como condição para a privatização da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), responsável pelo metrô de BH. Outra saída seria utilizar parte do dinheiro disponibilizado por fundos estatais chineses para o investimento em infraestrutura no Brasil.

Para Tenuta, a proposta de Minas caracteriza um desvio de finalidade da penalidade imposta à FCA. Na mesma linha, Antônio Pastori, coordenador da Associação Fluminense de Preservação Ferroviária, ponderou que a indenização não é só de Minas, que ela deveria ser aplicada proporcionalmente na malha abandonada de cada estado. Considerando, ainda de acordo com Pastori, que Minas foi prejudicada em cerca de 500 quilômetros de linhas, caberia ao Estado aproximadamente R$ 820 milhões da multa.

Decisão do STF vai traçar diretrizes para a distribuição

Presidente da Ferro Frente, José Manoel Gonçalves lembrou que o Supremo Tribunal Federal (STF) analisa, na próxima semana, a constitucionalidade do investimento cruzado, modelo que permite, por exemplo, que os recursos obtidos com a multa aplicada à FCA sejam destinados ao metrô e que os ganhos com a renovação antecipada de concessões da malha mineira financiem investimentos em outros estados.

O deputado João Leite, presidente da Comissão Pró-Ferrovias Mineiras, ratificou que a decisão do STF vai ser de suma importância para a definição da distribuição dos recursos. Ele relatou que participou de reunião em Brasília sobre a questão e traçou o panorama do contexto que envolve as discussões aos convidados da audiência.

Segundo João Leite, a bancada de deputados federais e senadores mineiros não está disposta a abrir mão da utilização da multa apenas em Minas como forma de compensação por grandes investimentos federais feitos em outros estados no passado, como as obras realizadas no Rio de Janeiro para as Olimpíadas de 2016. Eles entendem que Minas já foi muito prejudicada no passado.

Para reafirmar o compromisso da comissão com o setor e a constante disposição para o diálogo dos seus membros, o deputado lembrou algumas conquistas que vieram com a mobilização de todos os interessados, como a criação de uma subsecretaria de Transporte Ferroviário no Estado e a definição de que os recursos de renovação das concessões não iriam para obras rodoviárias na Região Metropolitana de Belo Horizonte.


O deputado Roberto Andrade (PSB), por sua vez, reafirmou que a comissão não vai esmorecer na luta pela valorização do modal ferroviário em todo o Estado.

Fonte: ALMG

Investigação de crime em Além Paraíba resulta na apreensão de quase 10 mil porções de drogas

Uma ação conjunta da Polícia Civil com a Polícia Militar em Além Paraíba, para apuração de um crime de homicídio, resultou na apreensão de mais de 9.800 porções de drogas.

Segundo informações, diligências ininterruptas realizadas pela Polícia Civil de Minas Gerais, juntamente com a Polícia Militar, para apurar homicídio de Rodrigo dos Santos Silva, 30 anosocorrido no domingo (1º), no Bairro Jardim Paraíso, em Além Paraíba, resultaram na apreensão em flagrante de um adolescente de 17 anos pela prática de ato infracional análogo ao crime de homicídio e de um jovem de 18 anos pela prática de tráfico de drogas. Também foram apreendidas mais de 9.800 porções de drogas.

Durante a ação, foram localizados:

  • Uma pistola calibre 9mm; 
  • 4.160 papelotes de cocaína;
  • 3.120 buchas de substância análoga à maconha;
  • 484 cigarros de substância análoga à maconha;
  • 792 pinos;
  • 1.144  papelotes e 16 barras de substância análoga à cocaína;
  • 23 cigarros de substância análoga à maconha; 
  • 106 pinos de substância análoga à cocaína, 
  • cinco buchas de substância análoga à maconha e
  • uma bucha de substância análoga à maconha pequena. 
Além disso, foram apreendidos oito cartuchos calibre 9mm, dois aparelhos celulares e R$ 366,50 em dinheiro.

De acordo com informações do Delegado Marcos Vignolo Alves, assim que o crime foi cometido e a PCMG tomou conhecimentos dos fatos, os policiais civis da 28ª Delegacia de Polícia Civil em Além Paraíba se deslocaram até o local. Após apurações, foi possível identificar os envolvidos. Foi apurado que o menor teria efetuado os disparos de arma de fogo. “Foi organizado cerco policial e o adolescente foi apreendido na BR-393, no município de Sapucaia, no Rio de Janeiro. A arma de fogo - que teria sido utilizada no crime  - também foi localizada e estava escondida em um matagal, em um Bairro próximo ao local onde ocorreu o homicídio”, explicou, complementando que o crime teria acontecido por disputa por ponto de tráfico e porque a vítima teria se envolvido com uma ex-namorada do menor.

Ao continuar a apuração dos fatos, em diligências com a Polícia Militar, as drogas foram encontradas em sacos de lixo, em uma casa próxima ao local do crime. Apurações indicam que o jovem de 18 anos trabalhava nessa residência, onde a droga seria vendida.  Ele foi preso em outro Bairro e também é investigado por participação no homicídio consumado. 


Ainda segundo a autoridade policial, o menor foi apresentado à promotoria e a internação dele está sendo solicitada à Justiça, já o outro suspeito foi encaminhado ao sistema prisional, onde se encontra à disposição da Justiça.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil