quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Cataguases: Servidores do judiciário realizam paralisação

Os servidores do judiciário em Minas Gerais, decidiram realizar, na tarde desta quarta-feira (29), uma paralisação para reivindicar melhores condições de trabalho.

Em Cataguases não foi diferente, os servidores do fórum, também aderiram a paralisação liderada pelo SERJUSMIG, Sindicato dos Servidores da Justiça de Primeira Instância do Estado de Minas Gerais.

Conforme material distribuído em frente ao fórum, nos últimos 10 anos, o numero de processos quadruplicou, mas o número de servidores permaneceu o mesmo. Segundo eles, os servidores de primeira instância, recebem o 22° pior salario entre os praticados nos demais judiciários do pais. Alem disto, eles estão revindicando o seguinte:
  • Condições dignas de trabalho;
  • Combate os fatores que provocam altos índices de adoecimento dos servidores;
  • Por um estatuto único que garanta igualdade de deveres e direitos aos servidores dos judiciários estaduais do pais;
  • Posse dos aprovados no concurso público vigente, contratados a titulo precário;
  • Politica salarial permanente que garanta manutenção do poder aquisitivo dos salários;
  • Por mudanças no plano de carreiras que garanta efetivamente a valorização dos servidores;
  • Repudio contra a aprovação da PEC 63, que retorna com os adicionais por tempo de serviço da magistratura e, caso aprovada, promovera forte impacto no orçamento dos tribunais de justiça do pais, inviabilizando investimentos na melhoria das condições de trabalho e, por consequência, da qualidade da prestação jurisdicional.
Esta paralisação, durou até as 15 horas de hoje e caso não chequem a um acordo, os servidores pretendem realizar uma assembléia para discutir uma paralisação maior.





Nenhum comentário :

Postar um comentário

Farmácias de Plantão em Cataguases
19 Domingo
20 Segunda
21 Terça
22 Quarta
23 Quinta
24 Sexta
25 Sábado
Sta. Rita Dose certa Inova Econômica III Droga Minas Coimbra Econômica
Saúde e Vida Drogasil Droga Farma N. Sra. Rosário Pague Menos Aeropharma Drogaria da vila