segunda-feira, 16 de março de 2015

Municípios da Zona da Mata Mineira também realizaram manifestações neste 15 de março

Manifestação popular para pedir mudanças no governo em Ubá (MG)
Foto: Renova Ubá

Enquanto as capitais dos Estados brasileiros aglutinavam milhares e até milhões de pessoas, como em São Paulo, em protesto contra o governo de Dilma Rousseff e contra a corrupção no país, vários municípios da Zona da Mata, também participaram do dia 15 de março, que ficará na história do pais como o dia em que aconteceu a maior manifestação espontânea já feita no Brasil contra um presidente da República.

Cataguases

Dezenas de pessoas estiveram na Praça Rui Barbosa no centro de Cataguases para protestar
(Foto enviada pelo Whatsapp)
Na contramão dos municípios brasileiros com maiores IDHM ou da votação apertada em todo o Brasil, o município de Cataguases está entre os municípios da Zona da Mata Mineira, onde a presidente conseguiu um dos maiores percentuais (75,47% dos votos válidos). Mesmo assim, embora timidamente, podia-se encontrar na manhã deste domingo (15), algumas pessoas com seu protesto pessoal na Praça Rui Barbosa no centro de Cataguases. Alguns, apenas foram para rua vestindo verde ou amarelo ou camisa com a bandeira do Brasil.

Leopoldina

A exemplo de Cataguases, Leopoldina também teve um comparecimento tímido e alguns manifestantes, estiveram na Praça Felix Martins, no centro, no sábado ao invés de domingo.

Muriaé

"A Marcha contra a corrupção" contou com cerca
de 100 pessoas em Muriaé (Foto: Rádio Muriaé)
Pouco mais de uma centena de pessoas, saíram ás ruas de Muriaé para protestar contra o governo Dilma na chamada "Marcha contra a corrupção" que se concentrou na Praça João Pinheiro. Além de populares, o movimento teve a adesão da Sociedade de Medicina local que protestava contra o programa "Mais Médicos".



Ubá

Ubá foi uma das cidades com bom comparecimento da população para protestar.
(Foto: Renova Ubá)
Em Ubá, uma multidão de pessoas foram às ruas para protestar. Segundo os organizadores, cerca de 2 mil pessoas caminharam pelo centro do município para pedir mudança no governo, além de mais segurança, reforma política, reforma tributária e o já comum "Fora Dilma".

Viçosa

Centenas de pessoas também se reuniram para protestar na manhã de domingo pelas ruas de Viçosa. A manifestação foi apartidária, iniciando na Praça da Integração, na entrada da Universidade Federal de Viçosa (UFV), passando pela Avenida PH Rolfs, até a Praça Silviano Brandão. O principal tema foi a corrupção. 

Os organizadores estimaram que cerca de 800 pessoas participaram, mas a PM estimou em aproximadamente 200 pessoas.

Esta foi a segunda manifestação em Viçosa neste fim de semana. no sábado, cerca de 700 pessoas também foram às ruas, protestar contra a violência. O município tem sofrido com o alto índice de assassinatos e troca de tiros entre traficantes nas comunidades.

Juiz de Fora

Representantes dos Movimentos Muda Brasil e Brasil Livre se reuniram em protesto contra a corrupção, falta de transparência do governo e por mais segurança, saúde e educação. Os participantes usaram adesivos contra o Congresso, camisas contra a presidente Dilma Rousseff e narizes de palhaço.

O protesto começou às 9h, na Praça Jarbas de Lery Santos, no Bairro São Mateus e contou com vários grupos, inclusive com a Maçonaria.

Segundo os organizadores, cerca de 10 mil pessoas estiveram presentes, a PM no entanto, estimou em cerca de 2500 pessoas. Veja o vídeo abaixo.

Em todos os municípios da Zona da Mata, as manifestações foram pacíficas e não tiveram ocorrências relevantes em relação a PM.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Farmácias de Plantão em Cataguases
27 Domingo
28 Segunda
29 Terça
30 Quarta
01 Quinta
02 Sexta
03 Sábado
Droga Minas Coimbra Econômica
Pague Menos Aeropharma Drogaria da vila