quarta-feira, 4 de março de 2015

PM é acionada para conter homem que estaria agredindo pessoas no centro de Cataguases

A Polícia Militar foi acionada por volta das 11h30 desta quarta-feira, para conter um homem de 37 anos que estaria muito agressivo com os transeuntes da Praça Chácara Dona Catarina, no centro de Cataguases. Segundo informações de uma testemunha, ele estaria agarrando adolescentes e chegou a bater em mulheres que passavam pelo local, porém, essa informação não se confirmou junto a PM, porque ninguém prestou queixa.

Ao chegar ao local, a polícia constatou que o homem teria problemas psicológicos e ao abordá-lo, o mesmo se acalmou. Com a ajuda de uma guarnição da PM, ele foi levado para sua residência no bairro Justino.

A população de Cataguases, tem se preocupado com os constantes ataques de pessoas com problemas psicológicos que vem acontecendo. Na semana passada, duas pessoas sofreram agressões físicas por pessoas que apresentavam problemas psicológicos ou dependência química.

Na última segunda-feira (2), uma comissão representando os familiares, funcionários e pacientes do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), reuniu-se com o prefeito Cesinha Samor para reivindicar soluções para os problemas que vem acontecendo neste setor como falta de médico e medicamentos, além da demissão de alguns funcionários.

Leia também:

Um comentário :

  1. Reforma psiquiátrica eliminou 90 mil leitos em hospitais
    Os poucos Hospitais que ainda estão atendendo os pacientes do SUS estão sendo sucateados pela diária que não cobre as despesas necessárias bem como estão lutando com dificuldades contra um sistema que humilha aqueles que ali trabalham , pois ,sem Reforma psiquiátrica eliminou 90 mil leitos em hospitais
    A decisão do Ministério da Saúde de não relacionar os hospitais psiquiátricos entre as estruturas prioritárias para atendimento aos dependentes químicos, duramente criticada pelos psiquiatras, tem origem na chamada reforma psiquiátrica, iniciada em 2001 (Lei 10.216/01), que concebeu um modelo aberto para tratamento das pessoas com doenças mentais, incluídos os dependentes de drogas e álcool. Nesse modelo, cujo maior objetivo é a reinserção social, os doentes teriam liberdade para escolher entre os diversos centros de atendimento.
    Como consequência, uma das principais diretrizes da Política de Saúde Mental, delineada pelo Ministério da Saúde a partir da reforma psiquiátrica, é reduzir o número de leitos oferecidos em hospitais psiquiátricos e transferir a responsabilidade pela assistência a esses pacientes para a rede de atenção extra-hospitalar, da qual fazem parte os Caps, as equipes de Saúde da Família e os consultórios de rua.
    Todos tem sua dignidade atingida pela forma desumana como o sistema de saúde trata esta especialidade médica. Como medida urgente é necessário valorizar a atividade de assistência ao paciente com transtorno, pois sem está valorização e reconhecimento todos fecharam as portas . E ai as Ruas serão o asilo daqueles que sofrem. ai sim teremos cometido um crime contra os direitos humanos destes que não tem para onde ir. Realidade nacional como aconteceu em Juiz de Fora, cidade onde 3 grandes Hospitais Psiquiátricos simplesmente foram fechados da noite para o dia e viraram ruínas ou foram demolidos e vagam pelas ruas daquela cidade centenas de doentes mentais, sem atendimento adequado, nada diferente do que acontece em Cataguases e o que acontece no Brasil com essa nova ordem da reforma psiquiátrica.

    Não há o que se falar em prisão de pessoa com doença mental, Não é caso de Policia e sim de Saúde Pública, pois, o Código Penal é bem claro: “É isento de pena o agente que, por doença mental ou desenvolvimento mental
    incompleto ou retardado, era, ao tempo da ação ou da omissão, inteiramente incapaz de
    entender o caráter ilícito do fato ou de determinar-se de acordo com esse entendimento.” – estes são os inimputáveis. É exatamente o caso do cidadão, que é inimputável e, portanto, não cabe sanção penal, como prisão, e sim tratamento médico adequado, digno e humanitário através do Caps.

    ResponderExcluir

Farmácias de Plantão em Cataguases
27 Domingo
28 Segunda
29 Terça
30 Quarta
01 Quinta
02 Sexta
03 Sábado
Droga Minas Coimbra Econômica
Pague Menos Aeropharma Drogaria da vila