quarta-feira, 4 de março de 2015

ROTINA: Mais um homem surta em Cataguases e ocupa a PM

A PM registrou 3 ocorrências envolvendo pessoas com distúrbios psicológicos em Cataguases nesta quarta-feira (4). Por volta das 11h30 minutos, um homem de 37 anos chegou a agredir pessoas na Praça Chácara Dona Catarina, necessitando ser contido pela PM e encaminhado aos seus familiares no bairro Justino. O mesmo homem, voltou a dar trabalho por volta das 14 horas na Rua Maria Alcina, no bairro Taquara Preta, ameaçando as pessoas e usando de palavras de baixo calão, necessitando novamente que a PM fosse acionada para retira-lo do local e levá-lo novamente para seus familiares. Em sua residência, um familiar informou a PM que ele era paciente do CAPS, mas que com a falta de médico, estão procurando outro local para que ele possa se tratar.

Pessoas com problemas psicológicos tem ocupado a
PM com frequência em Cataguases
Já por volta das 16h40, um homem de 38 anos (foto superior), também precisou ser contido pela PM, após ameaçar as pessoas que passavam nas proximidades do cruzamento entre as ruas Tenente Fortunato e Major Vieira, onde funcionava a Delegacia de Polícia. Os militares foram acionados por um funcionário de um estabelecimento comercial, comparecendo no local o cabo Edem Resende e soldado Ítalo, com o apoio do sargento Veiga e cabo Silas, que necessitaram usar de força para contê-lo, pois aparentava em surto psicótico, conforme descreveu o CB Resende, "desorientado no tempo, no espaço e a si mesmo, visivelmente, aparentava estar com sérios problemas de saúde pronunciando frases e palavras desconexas e chorando muito". Apos contido e levado para o Posto avançado da PM em frente ao Hospital de Cataguases, os militares ainda precisaram dar especial atenção ao indivíduo, mas com a chegada dos familiares, ele piorou muito, sendo necessário ser levado para o Pronto Socorro Municipal no Hospital de Cataguases onde foi medicado e ficou em observação até que foi liberado a família.

A esposa do autor, disse a PM que moram em Dona Eusébia e que vieram mais cedo com os filhos para Cataguases onde o mesmo iria se consultar, porém, sem que ela percebesse, ele teria desaparecido. Ela, após procurar sem encontrar, resolveu voltar a Dona Eusébia para ver se o encontrava lá, momento em que a PM ligou e ela retornou. Ela também afirmou que seu marido toma remédio controlado mas que tem emprego fixo em Astolfo Dutra e que não entendeu o surto.

Apesar de todos os problemas que a PM enfrenta em Cataguases, a contenção de Pessoas com distúrbios psicológicos tem virado rotina e quase todo dia existem ocorrências no município, devido a falta de remédios, clinicas ou locais apropriados. Somente a última ocorrência, ocupou a PM por cerca de 2 horas.

Vale ressaltar que embora os transtornos causados, essas pessoas precisam de tratamento e locais adequado para acomodá-los.

O Secretário de Saúde, Geraldo Antonucci, anunciou na audiência pública que aconteceu no Fórum de Cataguases no dia 26 de fevereiro, que uma das metas para este ano, será a implantação no município de uma unidade do CAPS III (Serviço de atenção psicossocial de atenção contínua, durante 24 horas diariamente, incluindo feriados e finais de semana). Atualmente, o Hospital de Cataguases possui 4 leitos para atender a pacientes psiquiátricos.

Farmácias de Plantão em Cataguases
04 Domingo
05 Segunda
06 Terça
07 Quarta
08 Quinta
09 Sexta
10 Sábado
FarmaCenter São Geraldo Droganova São Francisco N. Sra. Aparecida Brasil Sta Tereza
N. Sra Rosário Silveira Farmanossa Cataguases Campinho São Mateus Silveira II