quarta-feira, 18 de março de 2015

VÍDEO: Vereadores do "Blocão" se revoltam com informativo de Serafim e Titoneli

O vereador Paulo Sérgio Ribeiro Ventura (Aritana) ocupou a tribuna da Câmara Municipal de Cataguases, na sessão ordinária, na noite dessa terça-feira (17), para reclamar do informativo distribuído pelos vereadores Serafim Spíndola e José Augusto Titoneli.

O vereador disse que tem sido questionado por pessoas em seu bairro, com relação a expressão usada no informativo, onde diz que vereadores do "blocão", ao qual ele faz parte, "entram pela porta dos fundos da prefeitura". Segundo o vereador, o informativo não informa a verdade, pois quando ele utiliza a porta lateral para conversar com o prefeito, é para tratar de assuntos de interesse do povo em horários em que a porta da frente já está fechada, por isso, considerou a expressão como maldosa. "Eu entro sim, e vou continuar entrando, mas não vou entrar escondido, nas caladas da noite. Eu vou entrar pela porta de trás sim, porque o expediente está encerrado e o meu prefeito fica até às 8 horas da noite lá e ele me atende de braços abertos e quando nós vamos lá, é para defender Cataguases, é para defender o nosso bairro. Isso é uma covardia, eu não aceito isso! [...] Eu fico triste de subir aqui pela primeira vez pra falar isso [...] hoje estou completando 59 anos e acho que não merecia um presente desses, isso pra mim é calúnia, é difamação, é jogar o povo de Cataguases contra a gente, porque meu nome está citado aqui" disse o vereador.

Os vereadores Fernando Pacheco Fialho e Geraldo Majella Mazini, também foram solidários ao vereador Aritana. Pacheco disse que "é uma maldade insana, colocar o povo e o jornalismo contra uma intenção, achando que é uma coisa partidária e eleitoreira", ele fez questão de frisar que o bloco parlamentar, não tem nenhum cunho direcionado partidário ou parcial para alguém. 

Majela disse que quando eles eram Mesa Diretora, também foi criado o bloco da maioria e foi aceito sem problemas. "Quando colocou que entra pela porta dos fundos, a intenção foi depreciar mesmo o nosso grupo, aquelas pessoas que estão ali".


O clima esquentou mais ainda, quando chegou a vez do vereador Serafim, que também estava inscrito para falar, passar sua versão do que foi escrito. Segundo ele, o informativo não falou mentiras, porque os vereadores confirmaram que realmente entram pela porta dos fundos e que em momento nenhum, ele disse que estariam entrando para praticar algo escuso. 

Quanto a frase na matéria do informativo onde diz que os vereadores pertencentes ao "Blocão" seriam privilegiados, o vereador disse que ter privilégios, é quando a comunidade sabe que a pessoa está levando alguma vantagem e que no informativo, nada disso foi falado. "Privilégio é quando chega a turma da prefeitura e procura o vereador para fazer o serviço tal e tal, é o chamado mensalinho. Mensalinho é quando o prefeito todo mês banca 3, 4 funcionários a disposição do vereador, isso sim é privilégio" afirmou.

Os vereadores Fernando Amaral, Aritana, Fernando Pacheco e Geraldo Majella, se irritaram com Serafim, pois disseram que a expressão usada era para depreciar os vereadores que estavam na foto com o prefeito e o debate ficou acalorado, com tons de voz elevados de todos os lados. "Eu fico nessa altura preocupado com o prefeito Cesinha, ninguém quer ficar do lado dele" afirmou Serafim.
A Matéria do Informativo de Serafim e Titoneli, causou um mal-estar entre os vereadores.que fazem parte do "Blocão".
Confira toda discussão nos vídeos abaixo.



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Farmácias de Plantão em Cataguases
27 Domingo
28 Segunda
29 Terça
30 Quarta
01 Quinta
02 Sexta
03 Sábado
Droga Minas Coimbra Econômica
Pague Menos Aeropharma Drogaria da vila