domingo, 24 de maio de 2015

Governo de Minas Gerais planeja nomeações de professores concursados

As nomeações em andamento são realizadas de acordo com critérios específicos da Secretaria de Educação e organizados pela Secretaria de Planejamento e Gestão

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), realizada na quarta-feira (20/5), de adiar para o fim de dezembro o prazo máximo para substituição de funcionários não concursados da área de educação de Minas Gerais por servidores concursados evita prejuízo aos alunos, numa eventual troca durante o ano letivo, além de assegurar a oferta pública por um tempo maior para realizar as nomeações.

De acordo com o subsecretário de Gestão de Recursos Humanos, da Secretaria de Estado de Educação (SEE), Antônio David de Sousa Júnior, a decisão traz maior tranquilidade para que as nomeações sejam feitas e garante os direitos previdenciário para os ex-efetivados ou designados, além de manter a qualidade da continuidade dos serviços educacionais.

“Recebemos com satisfação o acolhimento e a solicitação da Secretaria de Educação que possibilita que os servidores possam permanecer nos respectivos cargos até o fim do ano, ampliando o período para substituição do quadro geral, para que faça cumprir a lei. Deste modo, teremos um prazo maior para promover as nomeações e ao mesmo tempo construir mecanismos para proporcionar os direitos previdenciários para os servidores ex-efetivados ou designados que implementaram as condições para aposentadoria após 1º de abril de 2014, e garantir mais qualidade à continuidade da oferta pública da educação em Minas Gerais,” disse Antônio David.

As nomeações vigentes acontecem de acordo com critérios específicos da Secretaria de Estado de Educação (SEE) e organizados pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). As convocações em andamento são referentes ao Edital Seplag/SEE nº 1/2011, publicado em julho de 2011 e prorrogado – o edital permanece ativo até 30/1/2017.

Neste primeiro semestre de 2015 serão chamados prioritariamente professores, incluindo profissionais para os anos iniciais da educação básica (os chamados regentes de turma) e os profissionais de disciplinas para os anos finais do ensino básico (também conhecidos como regentes de aulas).

As convocações das demais carreiras da educação básica referentes ao mesmo Edital Seplag/SEE nº 1/2011 – vigente até 15/11/2016 – para os cargos de Assistente Técnico de Educação Básica; Assistente Técnico Educacional; Analista Educacional; Analista Educacional/Inspeção Escolar; Especialista em Educação Básica/Orientação Educacional e Especialista em Educação Básica/Supervisão Pedagógica, ocorrerão somente no início do 2º semestre de 2015.

A primeira lista dos 1.500 nomeados publicada pelo Governo saiu no dia 1º de abril, a segunda lista foi publicada no dia 29 do mesmo mês. Mas as nomeações, incluindo professores e as outras áreas da carreira educacional, já estão além deste quantitativo.

Ainda de acordo com os critérios da Secretaria de Estado de Educação para convocação, a avaliação das regiões e escolas do Estado para as quais os professores serão direcionados contemplam os dados do Sensu – Ministério da Educação –,  e atende à demanda de onde há maior defasagem de profissionais em relação ao maior número de alunos, ou seja, onde há menos professores e mais alunos sem os serviços educacionais.

Os outros concursos públicos da SEE em andamento ainda não foram homologados e quando finalizados possibilitarão as convocações também por meio destes editais. Entre os concursos estão: para os Conservatórios Estaduais de Minas (Edital Seplag/SEE nº 2/2014); Ensino Religioso (Edital Seplag/SEE nº 3/2014); Ensino Regular (Edital Seplag/SEE nº 4/2014); e Educação Especial (Edital Seplag/SEE nº 4/2014).

A atual gestão pretende nomear 60 mil novos servidores para a Educação Básica até 2018. Até o fim do ano serão publicadas 15 mil nomeações, que contemplarão municípios de todas as regiões do Estado. 

Recomposição do quadro

Atualmente, mais de 2/3 dos profissionais têm vínculos com o Estado como ex-efetivados ou designados. É prioridade do atual Governo do Estado inverter essa lógica. Com essa postura a atual gestão busca inverter o cenário encontrado no quadro de servidores da Educação e garantir que, até 2018, ao menos 60% dos servidores do quadro sejam efetivos.

A cada ano, a Secretaria de Educação e a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) vão elaborar um calendário com a previsão de nomeação dos servidores aprovados em concursos que serão divulgados pelo site da Seplag, no endereço eletrônico planejamento.mg.gov.br.

Exames admissionais

A relação dos nomes convocados e a listagem com data e horário de perícia está disponível no site da Seplag e os exames começaram a ser feitos na última segunda-feira (11/5). O aprovado deve submeter-se a exame médico pré-admissional, a ser realizado pela Superintendência Central de Perícia Médica e Saúde Ocupacional (SCPMSO), ligada à Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). As perícias são realizadas em unidade central ou unidades regionais da Superintendência. É de responsabilidade do candidato acompanhar o cronograma de realização dos exames na página virtual da Seplag.

No dia da perícia, o candidato deve apresentar uma série de documentos, além dos resultados de exames laboratoriais exigidos em edital, a lista de documentos necessários pode ser encontrada na nota de esclarecimento nº 06, disponível no site da Seplag. Recomenda-se que o candidato leia atentamente esse documento assim que sua nomeação for publicada.

Os selecionados devem checar o Diário Oficial do Estado para verificar e acompanhar as nomeações ou pelo site da Seplag, atualizado diariamente. Para outras informações os candidatos podem entrar em contato com o RH Responde, pelo link disponível no menu superior do Portal do Servidor.

Prorrogação do concurso

O Concurso Público da Educação regido pelo Edital Seplag/SEE nº 1/2011, publicado em 12 de julho de 2011, foi prorrogado. Para o cargo de ‘Professor da Educação Básica – Anos Iniciais’, que teve homologação publicada no dia 30/1/2013, o concurso permanecerá vigente até o dia 30/1/2017. Já para os demais cargos, que tiveram homologação no dia 15/11/2012, o concurso permanecerá vigente até o dia 15/11/2016. O prazo de validade era, inicialmente, de dois anos, mas foram prorrogados por igual período, conforme previsto em edital.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Farmácias de Plantão em Cataguases
27 Domingo
28 Segunda
29 Terça
30 Quarta
01 Quinta
02 Sexta
03 Sábado
Droga Minas Coimbra Econômica
Pague Menos Aeropharma Drogaria da vila