quinta-feira, 2 de julho de 2015

Vídeos Exclusivos: Delegado de Policia Civil e representante da OAB se pronunciam sobre o caso da prisão da advogada e de Policiais Civis de Cataguases

O Delegado Titular de Polícia Civil de Cataguases, Gutemberg Souza Filho, e o Diretor de Prerrogativas da OAB Subseção Cataguases, Agostinho Freitas Dias, falaram na tarde desta quarta-feira, com exclusividade para o Site Mídia Mineira, sobre a prisão em flagrante que aconteceu na semana passada da advogada Lane Silva Domiciano, acusada de intermediar um suposto esquema de propina envolvendo os Policiais Civis, Leonel, Juliano, João Paulo e Marco Aurélio. A denuncia foi feita por um fazendeiro de Piacatuba, distrito de Leopoldina, ao Ministério Público, na quarta-feira (25) e a prisão da advogada aconteceu em Cataguases, em frente a um Colégio particular na Avenida Astolfo Dutra, local marcado para a entrega de metade do valor combinado de R$ 8 mil. Na ocasião, os policiais foram ouvidos e liberados, sendo que consta no Boletim de ocorrência, uma ligação da advogada para um dos policiais envolvidos.

Na última terça-feira (30), foi decretada a prisão preventiva de três policiais, Leonel, Juliano e João Paulo. Eles foram levados para Belo Horizonte onde deverão permanecer até a conclusão do inquérito.

O delegado Dr. Gutemberg, disse a nossa reportagem que o inquérito corre na cidade de Leopoldina pois o local dos fatos aconteceu naquela circunscrição e que os policiais envolvidos já foram removidos para Casa do Policial em Belo Horizonte onde estão a disposição da justiça. O Delegado disse também que o quarto policial, Marco Aurélio, a principio não foi constatado nenhuma relação e encontra-se trabalhando normalmente. Sobre a declaração do Promotor de Justiça, Dr. Gustavo, para uma emissora de TV, de que os policiais Leonel e João paulo já estariam sendo investigados por outros fatos semelhantes, o delegado disse que eles são ouvidos em outros procedimentos mas que não pode afirmar que são casos da mesma natureza.

Já o Dr. Agostinho Freitas Dias, Delegado de Prerrogativas da OAB, disse que a OAB tem acompanhado o caso como observadora e que após o flagrante ocorrido, o presidente da OAB prontamente tomou as medidas necessárias em relação as prerrogativas da advogada e tem acompanhado o caso de perto. "A OAB tem resguardado no que tange as prerrogativas do advogado, nós estamos observando e as demais questões jurisdicionais, da investigação, ainda está em fase preliminar e vai caber a autoridade policial e posteriormente ao Ministério Público e o judiciário, apurar o que realmente aconteceu." disse.

Saiba mais:
Advogada é presa em Cataguases suspeita de intermediar suposto esquema de propinas envolvendo Policiais Civis


Confira abaixo os vídeos com


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Farmácias de Plantão em Cataguases
27 Domingo
28 Segunda
29 Terça
30 Quarta
01 Quinta
02 Sexta
03 Sábado
Droga Minas Coimbra Econômica
Pague Menos Aeropharma Drogaria da vila