quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Ministério Público instaura inquérito para apurar compra de chocolates pela Secretaria de Educação de Cataguases

Após denuncia ao Ministério Público realizada pelos vereadores Mauricio Rufino e Walmir Linhares, questionando a compra de 44 tabletes de chocolate, sob o regime de adiantamento, para fins de distribuição entre os profissionais da educação em comemoração a Páscoa e o pagamento de despesa de viagem, no valor de R$ 50,50, por parte da Secretaria Municipal de Educação em viagem realizada por servidores em 2013, o Ministério Público (MP) instaurou Inquérito Civil Público para apuração do fato. A comunicação foi enviada para o vereador Walmir Linhares através de ofício assinado pela promotora Shermila Peres Dhingra que o Site Mídia Mineira teve acesso.

A denuncia veio a tona em 2014, por ocasião da abertura da Comissão Especial de Inquérito (CEI), na Câmara Municipal de Cataguases, aberta para apurar a aplicação dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, FUNDEB, composta pelos vereadores Mauricio do Vale Rufino (Presidente), Walmir Linhares (Relator) e Antônio Batista Pereira (Membro).

Em conversa na manhã desta quarta-feira (5) com a Secretária Municipal de Educação, Luciana Moreira, fomos informados que ela estava tomando ciência sobre a instauração do inquérito hoje e que a Secretaria Municipal de Educação está a disposição do Ministério público para qualquer questionamento. Em relação a procedência do dinheiro que pagou a compra, se foi do FUNDEB ou de outro fundo, a secretária disse que pode ser um dos questionamentos do Ministério Público mas que ela não teria condições de falar sobre isso no momento.

Farmácias de Plantão em Cataguases
27 Domingo
28 Segunda
29 Terça
30 Quarta
01 Quinta
02 Sexta
03 Sábado
Droga Minas Coimbra Econômica
Pague Menos Aeropharma Drogaria da vila