sábado, 28 de novembro de 2015

Cenário desanimador: Dólar pode chegar a R$ 5 em 2017 e PIB cair 3,6% ainda este ano

A equipe econômica do banco Credit Suisse (CS) apresentou ontem (26), a seus clientes, um relatório chamado “Brasil em Números”. O documento é um amplo painel com as expectativas para os próximos anos e esboça um cenário pouco animador que deve durar até 2017.

Os economistas preveem uma queda do PIB de 3,6% para este ano e para 2016 não deve ser diferente. A redução prevista para o ano que vem deve ser de 3,5% e 0,5% em 2017. Como em 2015, o declínio do PIB em 2016 será devido à contração global da demanda interna, com uma acentuada redução nos investimentos e no consumo das famílias, segundo matéria publicada hoje (27) no jornal Valor Econômico.

Além disso, a queda de 12,6% dos investimentos prevista para 2016 vai continuar refletindo a elevada incerteza na economia, a baixa confiança dos investidores, as condições desfavoráveis do mercado de crédito, a menor demanda doméstica e a redução dos investimentos públicos.

O Credit Suisse prevê, ainda, a redução de 4,7% do salário real em 2016, e de 1,5% em 2017. A taxa de desemprego, segundo o banco suíço, deve atingir 8,3% neste ano, 11,2% no ano que vem e 12,6% em 2017. Ainda segundo o relatório, o real continuará desvalorizado e deve fechar este ano a R$ 4, chegar a R$ 4,70 no ano que vem e terminar 2017 a impressionantes R$ 5.

Além disso, haverá uma redução da inflação de serviços de 8,1% em 2015 para 7,4% em 2016, enquanto a inflação dos preços controlados pelo governo (como gasolina e conta de luz) deve desacelerar de alta de 18,2% para 10,9% no período, como resultado do menor aumento das tarifas de energia elétrica, tarifas de transportes públicos e de taxas de água e esgoto.

Fonte: www.psdb.org.br

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Farmácias de Plantão em Cataguases
27 Domingo
28 Segunda
29 Terça
30 Quarta
01 Quinta
02 Sexta
03 Sábado
Droga Minas Coimbra Econômica
Pague Menos Aeropharma Drogaria da vila