quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Prefeitura com apoio da PM notifica mototaxistas irregulares em Cataguases



A pedido das empresas de transporte de passageiros, ônibus e taxistas, a Catrans, órgão responsável pelo trânsito em Cataguases, em conjunto com a equipe de fiscais da Prefeitura de Cataguases e apoio da Polícia Militar, realizou na manhã desta quinta-feira (10), fiscalização e notificação aos mototaxistas que atuam na Praça Chácara Catarina.

Conforme explicou o coordenador da Catrans, Capitão Hélio de Andrade, hoje a ação foi apenas de notificação, pois a atividade necessita de regulamentação de acordo com a Lei Federal 12009. "Infelizmente, o pessoal está começando o sistema errado, estão forçando uma barra pois ainda não foi regulamentado, a tendência é regulamentar, não tem como fugir disso, outras cidades já tem mototáxi, mas o pessoal está querendo colocar o carro na frente dos bois, tem de ir para a Câmara discutir, fazer audiência pública, tem de regulamentar, porque atrapalha os taxistas, o transporte coletivo. Você tem de lembrar que o transporte urbano tem uma parcela social, pois transporta idoso, deficiente e o mototaxista não, como que eles vão sobreviver s´p com idoso e deficiente, então, necessita ser discutido e o local certo é a Câmara Municipal.".

Sobre a abertura de uma Cooperativa, o coordenador também disse que necessita estar regulamentada.

O presidente da Cooperativa de Mototaxistas de Cataguases, Rodrigo Magno Domiguito de Castro, o Marreco, disse que realmente, a cooperativa ainda não está regulamentada, mas os documentos estão para sair a qualquer momento. Indignado, Rodrigo disse que já existe o trabalho de motoboy e motofrete na cidade e ninguém fiscaliza. Segundo ele, a Catrans deveria verificar se os ônibus também estão todos regularizados. "Nós estamos dando 50 empregos, são 50 famílias que estão trabalhando em Cataguases. Eu peço a população que reclamem nas redes sociais, apoiem os mototaxistas porque Cataguases precisa crescer.".

Segundo Marreco, a situação está virando uma guerra das empresas de ônibus contra os mototaxistas e ele conta com o apoio da população.

Um dos líderes do movimento, Milton Cesar Rosa, o Coisinha Mototáxis, disse que a fiscalização está cobrando apenas o alvará, que os motoboys estão irregular e a fiscalização não faz nada e sobre o mototáxis, Milton disse que não existe lei que proíba os mototaxistas de trabalhar.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Farmácias de Plantão em Cataguases
27 Domingo
28 Segunda
29 Terça
30 Quarta
01 Quinta
02 Sexta
03 Sábado
Droga Minas Coimbra Econômica
Pague Menos Aeropharma Drogaria da vila