sábado, 2 de janeiro de 2016

RETROSPECTIVA: Cataguases fecha 2015 com cinco homicídios

O Município de Cataguases registrou queda no número de homicídios este ano de 2015. Bem distante de cidades vizinhas, como Muriaé e Ubá, que registraram um número muito maior de assassinatos, Cataguases terminou o ano com cinco ocorrências, uma a menos que em 2014.

No dia 10 de janeiro de 2015, o jovem Pablo Frank Pereira de Oliveira, de 25 anos, residente no bairro Granjaria, foi assassinado a facadas, por volta das 22h10 no bairro Carijós. A motivação do crime, a princípio foi dada como ciúmes, mas o suspeito, "W.A.C.", que se entregou dias depois, negou esta versão e disse que estaria sendo perseguido pela vítima e que apenas se defendeu. Outras versões do fato dizem que o autor teria agredido sem discussão.


No dia 1º de fevereiro, Max Sandro Barroso de Oliveira, 40 anos, foi morto com três tiros em frente a sua residência na Rua Francisco de Almeida Gama, 290, no bairro São Sebastião em Cataguases. Segundo relato da irmã da vítima, ela e seu esposo, chegaram em casa na noite de sábado e viram uma motocicleta preta, tipo Honda Titan, com dois ocupantes de cútis morena, que estavam conversando com Max Sandro, quando entraram para residência, ouviram três estampidos e saíram para ver o que havia acontecido, deparando com seu irmão caído ao solo.


Uma briga de bar, terminou com o terceiro assassinato do ano no município. O jovem Felipe Souza Alves, 21 anos, foi morto após uma briga envolvendo um menor de idade, o irmão dele de 20 anos e o padastro de 43 anos, no dia 22 de fevereiro, no distrito de Aracati. Segundo relatos, a vítima teria dado um soco no homem de 43 anos e ele retornou com outras pessoas armadas com foices e facões, eles brigaram e a vítima também teria acertado um golpe de foice em um dos homens, quando o menor teria esfaqueado Felipe no peito.


Esta briga no distrito ainda geraria outro assassinato. Seis meses depois, no dia 24 de agosto, Elias José da Silva, de 43 anos, um dos homens que participou do assassinato do jovem Felipe, foi morto com golpes de facão enquanto trabalhava em uma balsa de um areão na localidade de Lajinha em Cataguases. Os autores cortaram a mangueira do respirador da vítima que estava submerso e quando ele chegou a superfície, um deles desferiu um golpe de facão no ombro da vitima, que tentou correr pela parte mais rasa do rio mas os homens o alcançaram e desferiram outros golpes de facão, momento em seu corpo caiu de costas nas águas do Rio Pomba e afundou. No dia seguinte, a defesa civil encontrou o corpo de Elias.


O quinto e último homicídio do ano, foi no bairro Taquara Preta, na madrugada de 10 de dezembro, Carlos Alberto Vidal Marques, de 39 anos, foi assassinado com pedradas e pauladas, na Rua Maria Alcina Leite. Os suspeitos, um homem de 35 anos e três adolescentes, dois de 16 anos e um de 17 anos, foram capturados horas depois, em rápida ação da PM.


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Farmácias de Plantão em Cataguases
27 Domingo
28 Segunda
29 Terça
30 Quarta
01 Quinta
02 Sexta
03 Sábado
Droga Minas Coimbra Econômica
Pague Menos Aeropharma Drogaria da vila