sábado, 20 de fevereiro de 2016

Idosa residente em Cataguases morre por Dengue hemorrágica mas caso foi notificado em Juiz de Fora


Maria Lina de Souza Lima, 87 anos, residente na Vila Minalda em Cataguases, conhecida como "Nanzinha de Souza" (foto) , morreu por volta das 23h15 desta quinta-feira (18), no Centro de Terapia Intensivo (CTI) da Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora vítima de Dengue hemorrágica.

Conforme informações de familiares, ela começou a sentir-se mal na sexta-feira (12), vindo a dar entrada no Hospital de Cataguases no sábado onde passou por vários exames e pela avaliação de dois médicos, ficando internada até o domingo, quando recebeu alta e voltou para sua residência. Na ocasião, um dos familiares contou para nossa reportagem que ela foi diagnosticada como infecção intestinal e alergia. Na segunda-feira (15), a idosa começou a sentir-se mal novamente, retornando ao Hospital Cataguases onde recebeu medicação e foi liberada, mesma coisa acontecendo na terça-feira. Ao todo, de sábado até terça-feira, a idosa foi atendida por quatro médicos diferentes diagnosticando sempre infecção intestinal, contou a neta. 
No atestado de óbito consta: Falência de
Múltiplos órgãos em consequência de Choque
Séptico devido a Dengue Hemorrágica 

Como a família percebia a piora da Idosa, que chegou inchar a lingua e tinha dificuldades para engolir, além de diarreia, vômito, febre e dores pelo corpo, os familiares resolveram por conta própria leva-la para Juiz de Fora. Na Santa Casa de Misericórdia, ela foi imediatamente internada por volta das 17 horas da quarta-feira (17) e após 6 horas, os resultados dos exames e também da sorologia, diagnosticava a Dengue Hemorrágica.

Por volta das 23h15 desta quinta-feira ela veio a óbito. O corpo foi transportado para Cataguases, onde foi sepultado às 13 horas desta sexta (19). 

O caso foi notificado em Juiz de Fora por não ter sido diagnosticada em Cataguases e também por ter realizado todos os procedimentos através de convênio e não pelo SUS.

Dona Nanzinha morava com sua filha e sua neta que também tiveram dengue. Segundo seus familiares ela não saía muito de casa e não viajou recentemente o que comprovaria que a doença foi adquirida no município. Sua neta concordou em passar as informações para nossa reportagem para servir de alerta e mudança dos procedimentos médicos nesta época de infestação da doença. Ela contou que a sorologia para atestar Dengue só foi realizada em Juiz de Fora.

Nós entramos em contato com o Secretário Municipal de Saúde, na tarde desta sexta-feira (19), onde fomos informados de que ele ainda não havia tomado ciência do fato e que iria realizar todas as verificações para nos enviar uma resposta nesta segunda-feira (22).

Segundo o último índice de infestação do Aedes aegypti que utiliza a média das quatro últimas semanas, considerando a população de cada município na região de atuação da Regional de Saúde em Leopoldina, das quinze cidades, Cataguases ocupa hoje a oitava posição com o índice de infestação em 415,12. 

Até as 7 horas da manhã desta quarta-feira (17), Cataguases apresentava 629 notificações com 117 confirmações e 15 descartes. Em relação a Chikungunya, o município possui 4 notificações com 1 já descartada e de Zika virus, já são 6 casos suspeitos sob investigação. No entanto muitos casos não chegam a ser notificados em Cataguases, como o caso em tela.



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Farmácias de Plantão em Cataguases
27 Domingo
28 Segunda
29 Terça
30 Quarta
01 Quinta
02 Sexta
03 Sábado
Droga Minas Coimbra Econômica
Pague Menos Aeropharma Drogaria da vila