terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Leopoldina: Polícia Civil prende 4 suspeitos da morte do homem de 25 anos encontrado no interior de uma Hilux em janeiro

A Polícia Civil de Minas Gerais, através da Delegacia de Homicídios da 3ª DRPC de Leopoldina prendeu na manhã desta terça-feira (23) quatro homens, com idades de 25, 27, 45 e 60 anos, suspeitos de envolvimento na morte de Lucas Caetano Pedroso Costa, 25 anos de idade, natural de Juiz e Fora, ocorrida no último dia 21 de janeiro, entre o final da madrugada e o começo da manhã. A vítima foi encontrada sem vida no interior de uma Hilux placas EXF 7070 de Belo Horizonte – MG, que estava estacionada às margens do Km 764 da BR 116, em Leopoldina, logo depois do bairro Fortaleza. No vidro do automóvel havia marcas de disparos de arma de fogo. Cinco disparos, três deles na cabeça, teriam atingido a vítima.

A ação foi supervisionada pelo Chefe do 4º Departamento, Dr. Saed Divan e pelo Delegado Regional de Leopoldina, Dr. Paulo Henrique Marinho Goldstein. O Delegado responsável pela inestigação foi o Dr. André Luis Dias Lima (foto), juntamente com o escrivão André Lamóia e pelos Investigadores Lucas Werneck Tavares e João Maurício Celestino. A operação contou também com Inspetor Maurício Pereira e os Investigadores André Rodrigues, Thiago Nazário, Ricardo Silva, Leonardo Lauriano e Fábio Monteiro.

Os suspeitos foram presos na região central da cidade e nos bairros Mina de Ouro, Cidade Alta e São Cristóvão. Em entrevista para o jornal O Vigilante Online, nosso parceiro em Leopoldina, o delegado titular da Delegacia de Homicídios de Leopoldina, Dr. André Luís Dias Lima, esclareceu que a prisão temporária de 30 dias poderá ser prorrogada, dependendo do desenrolar das investigações. “Possivelmente foi um homicídio que teve a cena do crime modificada para que parecesse um latrocínio“, comentou o delegado, que não deu mais detalhes sobre o caso para não atrapalhar as investigações.

Trinta dias após o crime, a Polícia Civil de Leopoldina já havia conseguido reunir elementos suficientes para pedir a prisão dos indivíduos, suspeitos de terem participado de toda a dinâmica do fato. André Luís destacou a importância da participação popular, através de denúncias. Segundo ele, neste caso uma denúncia foi fundamental para o trabalho da Polícia, destacando a ação do Tenente Getúlio, da 6ª Companhia PM Independente, que levou uma testemunha até a Delegacia de Polícia Civil, para que fosse feita a apuração das informações.

Fonte e foto: O Vigilante On Line

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Farmácias de Plantão em Cataguases
27 Domingo
28 Segunda
29 Terça
30 Quarta
01 Quinta
02 Sexta
03 Sábado
Droga Minas Coimbra Econômica
Pague Menos Aeropharma Drogaria da vila