quinta-feira, 17 de março de 2016

Cataguases: Parceria entre prefeitura e empresário para realizar obra no Mercado do Produtor acaba em ocorrência policial




O Sr. Ernani Almeida Monteiro, falou na tribuna da Câmara nesta terça-feira (15), representando a Associação dos Produtores Rurais, para denunciar uma obra que a prefeitura teria determinado fazer no Mercado do Produtor, sem conversar com os associados. 

Segundo ele, o local pretendido para fazer o que chamou de "puxadinho", seria uma área de carga e descarga, além de já existir um projeto de ampliação com verba destinada pela deputada Margarida Salomão e que por este motivo não compreendia a razão da obra.

O vereador Geraldo Majella, disse que conversou com Alex Carvalho e que foi informado de que há um projeto de ampliação. O vereador também ressaltou que a Associação não está sendo ouvida e que haveria uma falta de comunicação.

Outros vereadores também manifestaram apoio aos produtores e propuseram criar uma comissão para intermediar a situação.

Um outro representante, também usou a palavra para dizer que o secretário Alex Carvalho havia ido ao Mercado do Produtor e comentado que iria fazer esta obra sem realizar reunião com a associação. "Tem 3 anos que esta administração está lá e nunca recebemos o secretário de agricultura. [...] Nós não somos contra a obra, nós somos contra a forma que ficamos sabendo". disse e também revelou que hoje existe uma fila de 15 a 20 produtores aguardando lugar.

Na quarta-feira (16), o vereador Walmir Linhares esteve, pela manhã, no Mercado do produtor, acompanhado pela reportagem do Site Mídia Mineira, onde pôde constatar que a obra já estava em andamento com pedreiro trabalhando e material de construção já disponibilizados.

No local, obtivemos a informação de que um empresário da cidade estaria patrocinando a obra, com autorização verbal da prefeitura e com suspeita de obter vantagem para si, podendo furar a fila de espera, pois o mesmo também é produtor. Conforme contato com o empresário, a obra seria para beneficiar os programas de merenda escolar e economia solidária como as mulheres rurais. Ele também negou que estaria doando os materiais e a mão de obra com a intenção de obter vantagem.

O vereador Walmir Linhares ligou para o prefeito José César Samor, que se encontrava em Brasília, para solicitar que a obra fosse paralisada objetivando conversar primeiro com a associação, mas conforme relatou, recebeu a informação do prefeito de que não iria fazer nada e que isso já estava decidido.

Como não foi possível chegar a um acordo, o vereador solicitou a presença policial e registrou um boletim de ocorrência, juntamente com o presidente da associação, responsável por administrar o local.

O caso foi parar na Procuradoria do Município, onde o Procurador Rafael Vieira, disse que o Secretário Alex Carvalho havia autorizado a obra, mas que desconhecia documentação autorizando uma vez que nem todos os documentos passam pela procuradoria.

O vereador Gilmar Canjica, também esteve na prefeitura para ouvir os produtores rurais

Após muita conversa, os vereadores, os produtores rurais e o empresário acordaram de paralisar a obra até que o prefeito retorne para que uma reunião aconteça e tudo se esclareça.

Por fim, o vereador Walmir Linhares contou, para nossa reportagem, que caso a prefeitura não chegue a um acordo com os produtores rurais, pretende levar o caso para o Ministério Público.

Confira abaixo o vídeo com a participação dos produtores na Câmara:

Farmácias de Plantão em Cataguases
27 Domingo
28 Segunda
29 Terça
30 Quarta
01 Quinta
02 Sexta
03 Sábado
Droga Minas Coimbra Econômica
Pague Menos Aeropharma Drogaria da vila