quarta-feira, 30 de março de 2016

PMDB decide deixar a base do governo Dilma

Fotos: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil




Por aclamação, o Diretório  Nacional do PMDB decidiu nesta terça-feira (29), deixar a base aliada do governo da presidente Dilma Rousseff. 

A decisão foi anunciada pelo senador Romero Jucá (RR), vice-presidente da legenda, que substituiu o presidente nacional do partido, Michel Temer, vice-presidente da República. 

O PMDB também decidiu que os ministros do partido deverão deixar os cargos. No total, seis ministros da legenda compõem a cúpula do Executivo.

Participaram da reunião mais de 100 membros do Diretório Nacional do PMDB. 

 

Veja abaixo quem são os ministros filiados ao PMDB:
  • Celso Pansera - Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação
  • Eduardo Braga - Ministro de Minas e Energia 
  • Mauro Lopes - Secretaria de Aviação Civil 
  • Kátia Abreu - Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 
  • Helder Barbalho - Secretaria de Portos 
  • Marcelo Castro - Ministro da Saúde 
  • Henrique Alves - Ministro do Turismo
Mas não é só no governo federal que os números peemedebistas são expressivos. Na Câmara, 13,25% dos deputados em exercídio pertencem ao PMDB. Já no Senado, 18 dos 81 senadores são filiados à sigla. Ou seja, dos 594 parlamentares no Congresso Nacional, 86 são peemedebistas, o que equivale a 14,47%.

Nos estados, o PMDB elegeu sete governadores, dentre as 27 unidades da federação - o que equivale a 25,92% -, além de 996 prefeitos e 142 deputados estaduais. 






Farmácias de Plantão em Cataguases
27 Domingo
28 Segunda
29 Terça
30 Quarta
01 Quinta
02 Sexta
03 Sábado
Droga Minas Coimbra Econômica
Pague Menos Aeropharma Drogaria da vila