sábado, 9 de abril de 2016

Cataguases: Petistas e simpatizantes fazem ato contra o "golpe" na Praça Rui Barbosa




A Frente Brasil Popular, o Comitê em Defesa da Democracia de Cataguases e o Diretório do Partido dos Trabalhadores (PT) local, organizaram no início da noite desta sexta-feira (8), na Praça Rui Barbosa em Cataguases, o "Ato Regional em Defesa da Democracia e Contra o Golpe", que contou com a participação do Secretário de Estado de Direitos Humanos e Cidadania, Nilmário Miranda, do deputado estadual Cristiano Silveira e da deputada federal, Margarida Salomão (todos do PT), do prefeito Cesinha Samor, secretários municipais e militantes de Cataguases e várias cidades da região.

A deputada Margarida Salomão, criticou o processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, a qual chamou de réu e o relatório que segundo ela é um relatório "galático". A deputada fez referência a defesa do Ministro José Eduardo Cardoso, onde disse que crime de impeachment é uma coisa excepcional. "Impeachment gente, não é recall. Recall é um instrumento que existe na constituição americana que se você não está gostando de um governante, você tira ele. Para ter um impeachment, é preciso que o Presidente da República ou a Presidenta da República, tenha cometido um crime de responsabilidade e tenha afrontado a Constituição. O que a denuncia feita por aquela louca da Janaína Paschoal e Hélio Bicudo  apresentaram é uma denuncia que tem por fundamento 6 decretos de suplementação orçamentária. Cesinha faz decreto de suplementação orçamentária aqui? Claro que faz. Todo governante faz. Suplementação orçamentária é uma movimentação dentro do Orçamento, respeitado o limite orçamentário. O ministro José Eduardo Cardoso, deu um exemplo muito bom. Por exemplo: Você sai com R$ 50 para fazer compras em um supermercado e ai você tinha uma listinha, ia comprar leite, laranja, tomate. Quando você está chegando no supermercado, sua filha te liga e fala assim: Leite não precisa comprar não porque já tem na geladeira, então, ao invés de você comprar leite, você usa esse dinheiro e compra mais tomate, isso que é suplementação orçamentária, você mantém o limite mas você altera a natureza da despesa. Sabe quais foram as despesas que foram alteradas? Uma delas, recursos para as Universidades Federais, outro recurso que foi alterado é para o Tribunal de Contas da União, a pedido deles, outro é do Programa Nacional de Agricultura Familiar, o PRONAF. Estes são os crimes! Então meus amigos, nós não podemos aceitar que se estabeleça na sociedade um clima de injustiça. E ai, é importante saber, que a luta que vocês estão fazendo hoje aqui nesse fim de tarde nesta Praça, não é uma luta para defender a Dilma, não é uma luta para defender o Lula, não é sequer uma para defender o PT, nós estamos defendendo é a democracia, a constituição e o povo brasileiro! 1964 de tristíssima memória, nós não queremos repedir isso!" destacou a deputada.

Margarida Salomão, também falou da importância dos militantes criarem um clima de vitória e disse acreditar que é muito difícil chegar ao número de deputados para o impeachment. "Eles estão criando um clima de oba oba, que já deu, que já ganharam, e nós temos que fazer o clima oposto. Nós já ganhamos! Nós estamos defendendo a Constituição! Nós estamos defendendo a democracia! Nós temos responsabilidade!" disse a deputada.

O prefeito Cesinha Samor, também criticou o presidente da Câmara Eduardo Cunha: "Como é que pode um presidente da Câmara processado, indicar os membros da comissão para dar esse golpe? Eleição se ganha na urna! Os coxinhas perderam a eleição, perderam em Cataguases e vão perder de novo! Porque o povo não é bobo, o povo quer uma administração como a minha! Uma administração que ninguém diz que lá na prefeitura estão roubando, ninguém fala isso! Pode falar que o prefeito não está fazendo nada, mas estou fazendo mais do que quase todos eles, pode ter certeza!" disse o prefeito que também insinuou saber de mais coisas em relação a Eduardo Cunha porque segundo ele, já trabalhou no setor de telecomunicações e criticou o "golpe": "O povo sabe, o povo entende que quem fez para o pobre desse país é Lula e Dilma! Pobre não tinha vez em todos os governos e passou a ter com Lula e Dilma, isso é fato, notório e público! Eles tem medo, ganhe no voto!". Finalizando, Cesinha também reprovou a mídia, dizendo que todas estão contra a presidente e que em Cataguases também já está da mesma forma.

Por último, o Secretário de Estado Nilmário Miranda, também falou ao público presente e fez uma referência a tentativa de golpe militar de 1961, contra a posse de João Goulart na Presidência, onde a astúcia do então governador do Rio Grande do Sul, Leonel Brizola, conseguiu impedir e fez uma ilação, dizendo que se Brizola estivesse vivo, estaria também contrario ao "golpe" para derrubar Dilma.

Confira abaixo alguns áudios da manifestação:

Discurso do Prefeito Cesinha Samor: Discurso da Deputada Margarida Salomão: 
Confira mais fotos da manifestação:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Farmácias de Plantão em Cataguases
12 Domingo
13 Segunda
14 Terça
15 Quarta
16 Quinta
17 Sexta
18 Sábado
Sta Tereza Econômica II Atlas Sta Rita Dose Certa Inova Econômica III
Silveira II Silveira (vila) Vasconcelos Saúde e Vida Drogasil Droga Farma Drogaria da Vila