quinta-feira, 21 de abril de 2016

Cataguases: Vereador Titoneli foi o convidado de quarta-feira no quadro bate-papo com François Fusco

O convidado do jornalista Rosário François Fusco, desta quarta-feira (20), no quadro bate-papo com François Fusco, do Programa Mídia Mineira pelas emissoras Ativa FM e Cataguases AM, foi o vereador José Augusto Guerreiro Titoneli.

Durante a conversa, o jornalista abordou diversas questões da política brasileira e municipal que foram esmiuçadas por Titoneli, dentro de sua visão, como político experiente que é.

Em relação a sua oposição ao prefeito, Titoneli disse que a oposição tem um papel preponderante, maior que o da situação, pois pode apontar erros que os da situação não apontam. Entre os problemas municipais, o vereador apontou a falta de iluminação na Chácara Dona Catarina, importante Praça na região central da cidade; não pagamento da conta de telefone que acabou deixando secretarias com os telefones cortados; a dívida contraída de mais de R$ 15 milhões; buracos na cidade, entre outros.

“Administrar um salário de aposentadoria de R$ 20 mil sem ter um passarinho para tratar, é uma coisa, mas administrar uma cidade como Cataguases, tem de ter um preparo mínimo, ou então tem de ter disposição pra sair da cadeira da prefeitura e ir para os bairros ver o que está faltando, ir para o almoxarifado equacionar os recursos que tem, que não são poucos, o orçamento de Cataguases em 4 anos, passa de meio bilhão de reais e eu te pergunto, só para pagar folha de pagamento? E ainda assim atrasada? É falta de imaginação, de programa, de eleger a prioridade certa, olha a nossa saúde como está, está melhor do que quando estava com o Willian? Não está. A educação nossa está melhor? Não está. Então, onde a gente viu melhora?” Questionou Titoneli, resaltando que embora o prefeito seja honesto, falta-lhe competência administrativa na visão do vereador.

A Praça Santa Rita, que encontra-se fechada há aproximadamente 9 meses, também foi um dos problemas apontados pelo vereador, que mesmo levantando que a obra é de responsabilidade do IPHAN, segundo o vereador, o Artigo 30 da Constituição, diz que tudo que encontra-se dentro do município, deve ser fiscalizado pela prefeitura.

Perguntado em que o vereador pode ajudar para amenizar os problemas da cidade, o vereador disse que todas as vezes que a Câmara foi chamada para colaborar e participar, nunca se furtou a responsabilidade. “Embora estejamos em lados opostos ideologicamente, dentro do consenso geral, somos todos por Cataguases, seja o Cesinha com sua incompetência, sua má gestão ou seja todos nós que estamos ali mostrando que esta má gestão está sendo ruim pra nós e para Cataguases em geral, mas no fundo, fora essas dissidências, nós somos Cataguases. Se ele nos ouvisse e ouvisse estas pessoas que não estão puxando o saco dele, não estão rodando dentro do gabinete e percebesse que nós estamos falando é para o bem dele e principalmente para o bem de Cataguases, eu tenho certeza de que as coisas estariam muito melhores ” disse.
O vereador finalizou dizendo que o maior problema de Cataguases foi que o prefeito delegou mal as funções, pois mesmo iniciado sem o Governo do Estado do seu lado, já tem um ano e quatro meses com o governo favorável, mas que o prefeito não consegue elencar as prioridades.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Whatsapp Mídia Mineira
Farmácias de Plantão em Cataguases
08 - Domingo 09 - Segunda 10 - Terça 11 - Quarta 12 - Quinta 13 - Sexta 14 - Sábado
N. Sra. Aparecida Brasil Sta Tereza Econômica II Atlas Sta Rita Dose Certa
Campinho São Mateus Silveira II Silveira (vila) Vasconcelos Saúde e vida Drogasil