quinta-feira, 21 de abril de 2016

Cataguases: Vereador Titoneli foi o convidado de quarta-feira no quadro bate-papo com François Fusco

O convidado do jornalista Rosário François Fusco, desta quarta-feira (20), no quadro bate-papo com François Fusco, do Programa Mídia Mineira pelas emissoras Ativa FM e Cataguases AM, foi o vereador José Augusto Guerreiro Titoneli.

Durante a conversa, o jornalista abordou diversas questões da política brasileira e municipal que foram esmiuçadas por Titoneli, dentro de sua visão, como político experiente que é.

Em relação a sua oposição ao prefeito, Titoneli disse que a oposição tem um papel preponderante, maior que o da situação, pois pode apontar erros que os da situação não apontam. Entre os problemas municipais, o vereador apontou a falta de iluminação na Chácara Dona Catarina, importante Praça na região central da cidade; não pagamento da conta de telefone que acabou deixando secretarias com os telefones cortados; a dívida contraída de mais de R$ 15 milhões; buracos na cidade, entre outros.

“Administrar um salário de aposentadoria de R$ 20 mil sem ter um passarinho para tratar, é uma coisa, mas administrar uma cidade como Cataguases, tem de ter um preparo mínimo, ou então tem de ter disposição pra sair da cadeira da prefeitura e ir para os bairros ver o que está faltando, ir para o almoxarifado equacionar os recursos que tem, que não são poucos, o orçamento de Cataguases em 4 anos, passa de meio bilhão de reais e eu te pergunto, só para pagar folha de pagamento? E ainda assim atrasada? É falta de imaginação, de programa, de eleger a prioridade certa, olha a nossa saúde como está, está melhor do que quando estava com o Willian? Não está. A educação nossa está melhor? Não está. Então, onde a gente viu melhora?” Questionou Titoneli, resaltando que embora o prefeito seja honesto, falta-lhe competência administrativa na visão do vereador.

A Praça Santa Rita, que encontra-se fechada há aproximadamente 9 meses, também foi um dos problemas apontados pelo vereador, que mesmo levantando que a obra é de responsabilidade do IPHAN, segundo o vereador, o Artigo 30 da Constituição, diz que tudo que encontra-se dentro do município, deve ser fiscalizado pela prefeitura.

Perguntado em que o vereador pode ajudar para amenizar os problemas da cidade, o vereador disse que todas as vezes que a Câmara foi chamada para colaborar e participar, nunca se furtou a responsabilidade. “Embora estejamos em lados opostos ideologicamente, dentro do consenso geral, somos todos por Cataguases, seja o Cesinha com sua incompetência, sua má gestão ou seja todos nós que estamos ali mostrando que esta má gestão está sendo ruim pra nós e para Cataguases em geral, mas no fundo, fora essas dissidências, nós somos Cataguases. Se ele nos ouvisse e ouvisse estas pessoas que não estão puxando o saco dele, não estão rodando dentro do gabinete e percebesse que nós estamos falando é para o bem dele e principalmente para o bem de Cataguases, eu tenho certeza de que as coisas estariam muito melhores ” disse.
O vereador finalizou dizendo que o maior problema de Cataguases foi que o prefeito delegou mal as funções, pois mesmo iniciado sem o Governo do Estado do seu lado, já tem um ano e quatro meses com o governo favorável, mas que o prefeito não consegue elencar as prioridades.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Farmácias de Plantão em Cataguases
27 Domingo
28 Segunda
29 Terça
30 Quarta
01 Quinta
02 Sexta
03 Sábado
Droga Minas Coimbra Econômica
Pague Menos Aeropharma Drogaria da vila