domingo, 29 de maio de 2016

Cataguases: Vereadores Majella, Walmir e Pacheco se posicionam sobre a decisão do Hospital em limitar o atendimento no Pronto Socorro


Após o anuncio da suspensão dos atendimentos que não são considerados urgência e emergência, no Pronto Socorro Municipal, pelo Hospital de Cataguases, nesta sexta-feira (27), os vereadores Geraldo Majella Mazini, Walmir Linhares e Fernando Pacheco, reuniram-se na tarde de sábado (28) para discutir o problema. Após a reunião, foi publicada uma nota nas redes sociais sobre a posição dos mesmos, que se colocam a disposição das partes para ajudar a solucionar o problema. Na nota também diz que os vereadores João Manoelino, Vinicius Taquara, Maurício Rufino e Luiz Carlos Russo, foram convidados a participar da reunião, mas que por causa de agendamento, não foi possível o comparecimento dos mesmos.

Confira a nota na íntegra abaixo:
Os Vereadores Majella, Walmir Linhares e Fernando Pacheco Fialho, reunidos para posicionaram sobre a questão da limitação do atendimento no Hospital de Cataguases, chegam à conclusão:
  1. Em momento algum, tiveram oficiais informações das correspondências enviadas pelo HC ao Executivo Municipal, anunciando possível limitação do atendimento hospitalar; 
  2. As informações que estes Vereadores tiveram, originam dos Sites Marcelo Lopes e Mídia Mineira;
  3. Desta forma, desconhecem os números a que se baseiam reclamado e reclamante, impedindo quaisquer conclusões pelos Vereadores; 
  4. Em contato com membros integrantes do Executivo Municipal, foram informados que o Gestor aguarda reunião, já agendada na Promotoria em 08/06/16, para buscar e oficializar os acertos possíveis. Foram informados ainda que, em pesquisas na Microrregião, o valor conveniado da Prefeitura de Cataguases com o Hospital está condizente com os demais;
  5. Como a População de Cataguases, reconhecem a importância do Hospital de Cataguases para a Cidade e Microrregião, sendo importante preservá-lo e o fortalecer;
  6. Reconhecem também que, as prefeituras vêm tendo reduzido o seu Fundo de Participação, inviabilizando novos investimentos e onerando os já iniciados;
  7. Colocam-se à disposição das partes para contribuir numa solução possível do impasse, sabendo de seus compromissos como representantes eleitos. 
Obs.: Buscou-se contato com os Vereadores João Manoelino, Vinicius Taquara, Maurício Rufino e Luiz Carlos Russo, infelizmente sem sucesso, por agendamentos anteriores.

5 comentários :

  1. Está marcada presença de demais autoridades na Câmara Municipal, terça-feira, 31/06/2016,para tratarmos do assunto, à convite dos Vereadores Fernando Pacheco e Michellangelo.

    ResponderExcluir
  2. A população merece mais respeito, tem que se haver mais transparência, de um lado fala-se que não não deve nada do outro fala-se que deve. Quem está certo?

    ResponderExcluir
  3. Vocês tem que repensar mesmo, sobre esse caso por que dinheiro pro carnaval tinha, pra saúde não tem que vergonha pra Cataguases e região. Isso não pode ficar assim por que nem todos tem dinheiro pra pagar consulta agora essa porcaria que o hospital vai atender urgência e emergência, e os demais não importa? O que seria urgência a pessoa chegar morrendo? A triagem então nem vai valer.

    ResponderExcluir
  4. Pelo ao menos uma resposta para a sociedade. Saúde é (ou deveria ser) prioridade acima de qualquer coisa! Falta compromisso com o povo! Eleições vem ai!

    ResponderExcluir
  5. Um homem que nem um pronto socorro,vai poder atender quem precisa ,sera candidato novamente,ha um boato que vao uma turma ,quebrar o sus,o sus nao tem nada a ver com isso ,quem tem a ver e o prefeito que nao cumpre seus compromissos ,e quem paga somos nos ,que elegeram um homem que nao esta nem ai com a populaçao ,se o sus parar de atender nao sei como sera ,pois nos pagamos nossos impostos em dia e nao temos nada a ver com isso ,ele que trate de cumprir com as suas obrigaçoes ,pois nos ,precisamos de atendimento la ,entao quem tem que resolver isso e a prefeitura que nao esta cumprindo com as obrigaçoes !! Ontem minha irma precisou ir ate o sus ,pois estava passando mal ,atenderam ela muito bem ,foi medicada ,graças a Deus ,mas disse que esta um caos la ,muita gente passando mal ,um medico so atendendo e ficou sabendo que a partir do dia 1 ,nao irao atender mais ,queremos saber como fica isso ,e cobrar a responsabilidade de quem tem que ser cobrada ,e nao o sus ,pois as vezes que precisei de atendimento la ,fui muito bem atendida a gestao esta muito bem administrada,falta e o prefeito cumprir com a obrigaçao !!! Nos dependemos do sus ,e como vamos ficar ??? Queremos respostas imediatas ,pois nos nao temos nada com isso ,com falta de copetencia de ninguem !!! So espero que isso nao aconteça ,pois a populaçao vai se revoltar e o bicho tem que pegar e na prefeitura nao sus !!! Vamos nos reunir ,e panelaço na porta da prefeitura ai sim cobrar de quem tem que resolver isso !!!Pois nao podemos e ficar sem atendimento ,pois nao sabemos quando vamos ficar doente ,e esta dengue infernal ,quem tiver suspeita da doença ? vai ser atendido ,pois se falam ate em mortes por falta de atendimento ,so falo uma coisa ,se acontecer o previsto ,nos vamos cobrar ,isso com toda certeza ,temos que chamar e a tv e colocar isso tudo a publico pais inteiro ,pois ele foi eleito pelo povo e nao cumpre suas obrigaçoes ,SO ACHO !!!

    ResponderExcluir

Farmácias de Plantão em Cataguases
27 Domingo
28 Segunda
29 Terça
30 Quarta
01 Quinta
02 Sexta
03 Sábado
Droga Minas Coimbra Econômica
Pague Menos Aeropharma Drogaria da vila