sábado, 4 de junho de 2016

Criança fica ferida após jovens delinquentes lançarem explosivo para dentro de sala de aula na escola Guido Marliere

Foto: Google Maps
A Escola Estadual Guido Marlière, foi vítima da ação de jovens delinquentes que atiraram para o interior da sala de aula, através da janela, um explosivo, popularmente conhecido como "Cabeção" (Bombinha). 

O fato ocorreu por volta das 16h40, desta sexta-feira (3), conforme narrou a nota de esclarecimento publicada pela escola em sua página na rede social Facebook. 

De acordo com informações, a bombinha atingiu a testa de um aluno de 6 anos, que ficou ferido superficialmente, próximo ao olho. A professora e os funcionários da escola prestaram todo socorro a criança que foi levada para o Pronto Socorro Municipal e passa bem. 

O fato causou grande alvoroço na sala de aula onde estudam alunos que estão ingressando no primeiro ano do ensino fundamental, com idade entre 6 e 7 anos.

Segundo a nota, dois jovens, suspeitos, foram contidos por populares que acionaram a Polícia Militar. No entanto, 5 jovens, com idade entre 13 e 14 anos, foram apreendidos em flagrante delito, sendo que com um deles foi encontrado  bombinhas, escondidas em suas roupas íntimas.

Os adolescentes disseram que compraram o explosivo de um ambulante com o nome Barney que foi procurado pela Polícia mas não foi encontrado.

Todos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil. Os adolescentes foram acompanhados pelos representantes legais que repudiaram a ação dos jovens e se prontificaram em ajudar a vítima no que for necessário.

Confira abaixo a nota da escola na íntegra.
"Na tarde de hoje, por volta de 16: 40h ocorreu um incidente lamentável em nossa escola. Alguns jovens alunos de outra instituição atiraram um artefato explosivo da rua para dentro de uma sala de aula do primeiro ano. O artefato conhecido vulgarmente como "Cabeção" (Bombinha) atingiu a testa de um aluno que ficou ferido superficialmente, próximo ao olho. No momento do ocorrido, apesar da confusão, os funcionários da escola prestaram atendimento à criança, ligaram para os pais e acionaram a polícia militar. Dois dos suspeitos foram pegos por populares e a polícia compareceu à escola para lavrar o Boletim de Ocorrência.Neste momento, a Professora Conceição Oliveira, a Vice-Diretora Lenir Araujo da Silva e os pais da criança estão no Hospital de Cataguases realizando os primeiros atendimentos, mas a criança passa bem.Agradeço a todos os funcionários pelo empenho e dedicação, pois no momento do ocorrido estava em Reunião na Secretaria Municipal de Educação, na Comissão Municipal do Cadastro Escolar. A vice-diretora já havia cumprido sua carga horária no período da manhã e a supervisora está em licença de saúde.A segurança de nossos alunos sempre foi prioridade, mas em tempos de impunidade e falta de empenho de algumas famílias na educação dos filhos, repudiamos fortemente a atitude destes menores infratores.
Elias Francisco de Oliveira Júnior 

Diretor 

Escola Estadual Guido Marliere 

Cataguases-MG"
Matéria atualizada em 4/6/2016 às 08h27

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Whatsapp Mídia Mineira
Farmácias de Plantão em Cataguases
05 - Domingo 06 - Segunda 07 - Terça 08 - Quarta 09 - Quinta 10 - Sexta 11 - Sábado
Farmacenter Drogaria Silveira - Calçadão Droganova Drogaria São Francisco N.Sra.Aparecida Brasil Sta. Tereza
N.Sra. Rosário Farmácia Cataguases II Farmanossa Farmácia Cataguases Campinho São Mateus Silveira II