segunda-feira, 11 de julho de 2016

Astolfo Dutra: PM prende três irmãos após confusão em festa junina


A Polícia Militar de Astolfo Dutra, prendeu na noite deste domingo (10), três irmãos, sendo que dois deles conduziam veículos, embriagados pelo centro da cidade, após participarem de uma briga e ameaçarem pessoas em uma festa junina no bairro São José, conhecido como Cabibó.

Conforme informações, populares acionaram a PM, dizendo que os homens estariam envolvidos em uma briga com vários outros homens e que teriam saído em dois veículos, um Monza, e uma Saveiro, ambos com placas de Juiz de Fora, em alta velocidade e que estariam portando uma faca e uma arma de fogo. De posse das informações, os policiais deslocaram para o local e depararam com os veículos citados em uma rua atrás da Igreja Matriz de Santo Antônio, no centro. Os militares então, deram ordem para que parassem e descessem dos veículos. Os três, identificados como sendo: "W.C.R.P.", 25 anos, condutor da Saveiro, "H.R.P.", 23 anos e "D.G.R.P.", 19 anos, condutor e carona no Monza respectivamente, desceram dos automóveis com sinais de embriaguez, cambaleando e com os olhos vermelhos, porém, não aceitaram a aproximação dos policiais, que tiveram de imobilizá-los. Ao ser colocados nas viaturas, dois deles, danificaram a porta da mesma, com chutes. 

Ao realizar busca nos veículos, uma faca com lâmina de 15 centímetros foi encontrada, mas nenhuma arma foi localizada.

Posteriormente, os envolvidos alegaram que estavam na festa junina e que cidadãos de Astolfo Dutra, os agrediram por morarem em Juiz de Fora e estarem com garotas da cidade, que disseram estar armados para tentar assustar os agressores mas que mesmo assim, entraram em luta corporal onde foram feridos. Sobre a faca, um deles disse que é para uso em trabalho, pois trabalha com som automotivo. Um deles confessou ainda ter feito uso de maconha além de bebida alcoólica.

Mesmo com as explicações, os dois condutores receberam voz de prisão pelos crimes de embriaguez ao volante, desobediência e resistência e o carona pelos crimes de desobediência, resistência e dano ao patrimônio público. Os veículos foram apreendidos e levados para um pátio credenciado pelo Detran.

Os policiais não conseguiram realizar o teste no etilômetro por falta do aparelho e também não conseguiram confeccionar o auto de inflação de trânsito por falta de talonário.

Todos foram levados para Delegacia Regional de Polícia Civil em Leopoldina para as providências cabíveis.


Farmácias de Plantão em Cataguases
04 Domingo
05 Segunda
06 Terça
07 Quarta
08 Quinta
09 Sexta
10 Sábado
FarmaCenter São Geraldo Droganova São Francisco N. Sra. Aparecida Brasil Sta Tereza
N. Sra Rosário Silveira Farmanossa Cataguases Campinho São Mateus Silveira II