domingo, 28 de agosto de 2016

Rotary Club e Hospital de Cataguases realizam campanha para erradicação da Hepatite






O Rotary Club promoveu, em parceria com o Hospital de Cataguases, a campanha “Hepatite Zero – Projeto Mundial de Erradicação”, na manhã de sábado, 27 de agosto, no Calçadão da Rua Coronel João Duarte. Membros das duas instituições distribuíram panfletos informativos sobre as diferentes formas da doença e realizaram cerca de 200 testes rápidos.

Satisfeita com o resultado da ação preventiva e com a receptividade da população, a presidente do Rotary de Cataguases, Silvia Gomes de Carvalho, informou que a campanha terá uma continuação. “Vamos nos reunir e nos programar, e no máximo em um mês nós voltaremos com este trabalho”. O público alvo eram pessoas acima de 40 anos e pessoas com tatuagens.

Representando a administração do Hospital de Cataguases, o tesoureiro Pedro de Atimathea Alves e o controller Carlos Barbosa acompanharam o desenvolvimento da campanha. “Nós entendemos que também é missão do Hospital o serviço de instrução e prevenção. O chamado do Rotary veio ao encontro da nossa responsabilidade social”, analisou Carlos que também aproveitou para fazer o teste.

Enquanto os rotarianos preenchiam os fichas cadastrais e posicionavam as pessoas na fila de teste, a equipe do Hospital de Cataguases, composta por três enfermeiras e dois clínicos, realizavam o procedimento de testagem. Estiveram presentes também a equipe do HC Saúde divulgando os 20 anos plano de saúde do Hospital. A campanha Hepatite Zero contou com apoio da Prefeitura de Municipal e de diversas empresas de Cataguases.

Hepatites, o que são?

Segundo o site do Ministério da Saúde, a hepatite é a inflamação do fígado. Pode ser causada por vírus, uso de alguns remédios, álcool e outras drogas, além de doenças autoimunes, metabólicas e genéticas. São doenças silenciosas que nem sempre apresentam sintomas, mas quando aparecem podem ser cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjoo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras.

No Brasil, as hepatites virais mais comuns são as causadas pelos vírus A, B e C. Existem, ainda, os vírus D e E. Milhões de pessoas no Brasil são portadoras dos vírus B ou C e não sabem. Elas correm o risco de as doenças evoluírem (tornarem-se crônicas) e causarem danos mais graves ao fígado como cirrose e câncer. Por isso, é importante ir ao médico regularmente e fazer os exames de rotina que detectam a hepatite.

Para saber se há a necessidade de realizar exames que detectem as hepatites observe se você já se expôs a algumas dessas situações:
  • Contágio fecal-oral: condições precárias de saneamento básico e água, de higiene pessoal e dos alimentos (vírus A e E);
  • Transmissão sanguínea: praticou sexo desprotegido, compartilhou seringas, agulhas, lâminas de barbear, alicates de unha e outros objetos que furam ou cortam (vírus B,C e D);
  • Transmissão sanguínea: da mãe para o filho durante a gravidez, o parto e a amamentação (vírus B,C e D).

No caso das hepatites B e C é preciso um intervalo de 60 dias para que os anticorpos sejam detectados no exame de sangue.

A evolução das hepatites varia conforme o tipo de vírus. Os vírus A e E apresentam apenas formas agudas de hepatite (não possuindo potencial para formas crônicas). Isto quer dizer que, após uma hepatite A ou E, o indivíduo pode se recuperar completamente, eliminando o vírus de seu organismo. Por outro lado, as hepatites causadas pelos vírus B, C e D podem apresentar tanto formas agudas, quanto crônicas de infecção, quando a doença persiste no organismo por mais de seis meses.

As hepatites virais são doenças de notificação compulsória, ou seja, cada ocorrência deve ser notificada por um profissional de saúde. Esse registro é importante para mapear os casos de hepatites no país e ajuda a traçar diretrizes de políticas públicas no setor.

Informações: Assessoria de Comunicação Hospital de Cataguases

Farmácias de Plantão em Cataguases
04 Domingo
05 Segunda
06 Terça
07 Quarta
08 Quinta
09 Sexta
10 Sábado
FarmaCenter São Geraldo Droganova São Francisco N. Sra. Aparecida Brasil Sta Tereza
N. Sra Rosário Silveira Farmanossa Cataguases Campinho São Mateus Silveira II