terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Minas Gerais tem 59 óbitos por Febre Amarela e suspeita de contaminação em primatas em Leopoldina

Conforme o último informe epidemiológico sobre a Febre Amarela em Minas, em 2017, até esta segunda-feira (06/02), foram notificados 862 casos de Febre Amarela, sendo que desses 54 foram descartados e, desses, 167 são casos confirmados. A maioria dos casos suspeitos tiveram início dos sintomas entre os dias 08 e 14 de janeiro de 2017.

Foram considerados casos confirmados aqueles que apresentaram:

  • Exame laboratorial detectável para Febre Amarela;
  • Exame laboratorial não detectável para dengue;
  • Histórico vacinal (não vacinado/vacinação ignorada);
  • Sinais e sintomas compatíveis com a definição de caso;
  • Exames complementares que caracterizam disfunção renal/hepática.
Em relação aos óbitos, há 138 óbitos suspeitos. Desses, 59 foram confirmados.

Para a Regional de Saúde de Leopoldina que atende uma população estimada de mais de 230 mil habitantes, nos municípios de: Além Paraíba, Argirita, Astolfo Dutra, Cataguases, Dona Euzébia, Estrela Dalva, Itamarati de Minas, Laranjal, Leopoldina, Palma, Pirapetinga, Recreio, Santana de Cataguases, Santo Antônio do Aventureiro e Volta Grande, foram disponibilizadas 35 mil doses da vacina em janeiro deste ano e até o momento, 15.804 doses foram aplicadas.

Em Leopoldina e Juiz de Fora, estão sendo investigados casos de epizootias, quando a doença ataca um número inusitado de animais (no caso primatas) ao mesmo tempo e na mesma região se propagando com rapidez. O contágio entre animais, é preocupante pois a transmissão se dá através de mosquitos, tipo Haemagogus e Sabethes e até mesmo o Aedes aegypti na região urbana.

Em Minas Gerais, o último caso humano autóctone (quando a doença é contraída dentro do estado) de Febre Amarela silvestre havia ocorrido em 2009, no município de Ubá, e evoluiu para cura. Porém, no início de 2017, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) foi notificada sobre a ocorrência de casos suspeitos de febre hemorrágica a esclarecer em municípios das regiões de Teófilo Otoni, Coronel Fabriciano, Manhumirim e Governador Valadares, com a ocorrência de morte de primatas, conhecida como epizootia.
Fonte: SESMG


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Farmácias de Plantão em Cataguases
13 Domingo
14 Segunda
15 Terça
16 Quarta
17 Quinta
18 Sexta
19 Sábado
Econômica III Droga Minas Coimbra Econômica FarmaCenter São Geraldo Droganova
Brasil Pague Menos Aeropharma Drogaria da Vila N.Sra.do Rosário Silveira Farmanossa