sábado, 27 de maio de 2017

Hospital de Cataguases adere a protesto estadual por melhoria na saúde

A Mesa Diretora e funcionários do Hospital de Cataguases, assim como as demais Santas Casas mineiras representadas pela Federassantas, realizaram o protesto “Luto Pela Saúde” na manhã de sexta-feira, 26, reivindicando maior atenção por parte dos governos Federal e Estadual quanto aos repasses de recursos financeiros e a defasagem da Tabela SUS, que cobre apenas cerca de 50 a 60% dos custos operacionais de cada procedimento realizado. 

O Provedor do Hospital, Wilson Crepaldi Júnior – Bill, destacou que a situação do Hospital de Cataguases não está pior, devido a ação preventiva realizada pela Mesa Administrativa, em conjunto com diversos setores da instituição, em reduzir despesas e com o realinhamento financeiro. “E com isso estamos conseguindo manter os pagamentos em dia, com nossos fornecedores, nossos funcionários, apenas nossos médicos estamos pagando com alguns dias de atraso, mas estamos honrando o compromisso”. Para sanar esses compromissos e manter todas as certidões em dia (requisito essencial para recebermos qualquer verba estadual, seja por serviços prestados ou emendas parlamentares), o HC contratou empréstimos bancários a juros bem acessíveis garantindo assim a continuidade da prestação de serviços aos nossos clientes, de forma resolutiva e eficaz, não deixando faltar medicamento, material ou equipamentos necessários aos diversos tipos de tratamentos oferecidos.

Em sua fala, a supervisora administrativa do hospital, Maria Inês de Oliveira Dal Bianco, explicou que, Cataguases é um Município de “Gestão Plena”, ou seja, os repasses de verbas em relação à Saúde são direcionados do Governo Estadual direto para o Fundo Municipal de Saúde, o que garante menor burocracia e rapidez no repasse desses valores ao Hospital, diferente dos Hospitais de Gestão Estadual. Segundo a Federassantas, os hospitais filantrópicos estão sofrendo com atrasos nos repasses e o Governo de Minas já apresenta uma dívida que ultrapassa 250 milhões de reais.

A reavaliação da Tabela de Procedimentos e Medicamentos do SUS, desde 2002 sem alteração, mantém valores ultrapassados, como por exemplo, o valor de cada consulta médica no atendimento de Urgência e Emergência não ultrapassa R$ 11,00 reais.

A iniciativa da do protesto surgiu com a Federassantas, e contou com a adesão dos 28 maiores hospitais de Minas. A Federação já se mobiliza para entrar na Justiça para que as autoridades cumpram com os pagamentos atrasados e dívidas. Sem recursos, vários hospitais deram início à suspensão de importantes serviços à população e ao corte de leitos para pacientes do SUS. Agora, as internações só são feitas quando há condições mínimas necessárias para se garantir o atendimento aos pacientes.

Assessoria de Comunicação do Hospital de Cataguases

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Whatsapp Mídia Mineira
Farmácias de Plantão em Cataguases
03 - Domingo 04 - Segunda 05 - Terça 06 - Quarta 07 - Quinta 08 - Sexta 09 - Sábado
Econômica III Droga Minas Coimbra Econômica FarmaCenter Cataguases II Droganova
Vasconcelos Pague Menos Aeropharma Drogaria da Vila N. Sra. Rosário Silveira Farmanossa