terça-feira, 13 de junho de 2017

Vereadores de Cataguases aprovam aumento de 31,25% para o ticket alimentação dos servidores do Legislativo

Os vereadores de Cataguases aprovaram na noite desta terça-feira (13), um aumento de 31,25% no Ticket Alimentação dos servidores daquela Casa Legislativa.

O Projeto de Resolução nº 09/2017 de iniciativa da Mesa Diretora, reajustava o benefício em 9,37% o que faria com que o ticket passasse de R$ 320,00 para R$ 350,00, igualando aos servidores do Executivo. Entretanto, uma emenda assinada por vários vereadores, aumentou de 9,37% para 31,25%, passando o ticket dos servidores do Legislativo para R$ 420,00. 

Iniciada as discussões, o presidente Michelangelo Correa, usou a palavra para colocar sua posição em relação ao assunto. Segundo ele, como ordenador de despesas, seria irresponsável concordar com um índice de 31,25%. O vereador disse que já aconteceu essa disparidade em outras legislaturas e que havia causado grande confusão. Além disso, no entendimento do presidente, tanto o salário quanto o ticket deve ser isonômico entre Legislativo e Executivo, uma vez que o sindicato que representa as duas categorias já havia se posicionado em relação ao valor. "Pra mim, este índice foi tirado debaixo do sovaco", disse.

A advogada, servidora do Legislativo, Margareth Netto Gomes, defendeu o aumento no plenário. Segundo ela, os poderes são independentes e possuem orçamento próprio, não sendo compreensivo que os orçamentos sejam atrelados, uma vez que no Legislativo existe lastro para se pagar um valor maior.

A maioria dos vereadores acompanharam a ideia de que o impacto financeiro não é grande, que existe sobra no orçamento e que existem outras formas de economia como a diminuição de cargos que não estão sendo necessários atualmente.

Por fim, colocado em votação, foram favoráveis os vereadores: Maria Ângela Girardi, Rogério Ladeira, Sargento Jorge Roberto, Rafael Moreira, Paulo Milani, Ricardo Dias, Betão do Areão e Henrique Thurran.

Votaram contra o aumento de 31,25%, os vereadores: Vinícius Machado, Betão do Remo, Marcos Costa, Gilmar Canjica, Hercyl Neto e Mauro Ruela. O presidente Michelangelo Correa, só votaria em caso de empate.

O vereador Hercyl Neto, que havia assinado a emenda anteriormente, justificou seu voto contrário dizendo que no seu entendimento, todos são servidores. Que ele é favorável ao ticket de R$ 420 para os servidores dos dois poderes e que por isso assinou as duas emendas, mas como não foi possível aprovar a emenda do Executivo, optou por recuar e modificar seu voto na emenda do legislativo, mas que pretende cobrar para que o ticket do Executivo se iguale ao do Legislativo.

Outros Projetos

Quanto ao restante da pauta, a primeira votação do Projeto de Lei nº 16/2017 do Executivo, que dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da Lei Orçamentária de 2018, foi sobrestada por uma sessão a pedido do vereador Rogério Ladeira. 

Também, o projeto nº 39/2017 que regulamenta o Índice de reajuste dos servidores públicos ativos e inativos do Poder Legislativo de Cataguases, recebeu uma emenda e voltou para as comissões. O projeto original reajustava os salários em 6% e a emenda separou os valores, concedendo reajuste de 4,1% e aumento de 1,9%, este último exceto para os cargos de procurador geral e diretor administrativo.

Do vereador Ricardo Geraldo Dias, o projeto nº 34/2017 que inclui no Calendário Oficial do Município o Janeiro Branco, dedicado a realização de ações educativas para a difusão da saúde mental, foi aprovado por unanimidade.

No Grande Expediente, o médico, Dr. Joseph Freire, falou sobre tabagismo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Farmácias de Plantão em Cataguases
25 Domingo
26 Segunda
27 Terça
28 Quarta
29 Quinta
30 Sexta
30 Sábado
Dose Certa Inova Econômica III Droga Minas Coimbra Econômica FarmaCenter
Drogasil Droga Farma Cataguases Pague Menos Aeropharma Drogaria da Vila N. S. Rosário