terça-feira, 13 de junho de 2017

Vereadores de Cataguases aprovam aumento de 31,25% para o ticket alimentação dos servidores do Legislativo

Os vereadores de Cataguases aprovaram na noite desta terça-feira (13), um aumento de 31,25% no Ticket Alimentação dos servidores daquela Casa Legislativa.

O Projeto de Resolução nº 09/2017 de iniciativa da Mesa Diretora, reajustava o benefício em 9,37% o que faria com que o ticket passasse de R$ 320,00 para R$ 350,00, igualando aos servidores do Executivo. Entretanto, uma emenda assinada por vários vereadores, aumentou de 9,37% para 31,25%, passando o ticket dos servidores do Legislativo para R$ 420,00. 

Iniciada as discussões, o presidente Michelangelo Correa, usou a palavra para colocar sua posição em relação ao assunto. Segundo ele, como ordenador de despesas, seria irresponsável concordar com um índice de 31,25%. O vereador disse que já aconteceu essa disparidade em outras legislaturas e que havia causado grande confusão. Além disso, no entendimento do presidente, tanto o salário quanto o ticket deve ser isonômico entre Legislativo e Executivo, uma vez que o sindicato que representa as duas categorias já havia se posicionado em relação ao valor. "Pra mim, este índice foi tirado debaixo do sovaco", disse.

A advogada, servidora do Legislativo, Margareth Netto Gomes, defendeu o aumento no plenário. Segundo ela, os poderes são independentes e possuem orçamento próprio, não sendo compreensivo que os orçamentos sejam atrelados, uma vez que no Legislativo existe lastro para se pagar um valor maior.

A maioria dos vereadores acompanharam a ideia de que o impacto financeiro não é grande, que existe sobra no orçamento e que existem outras formas de economia como a diminuição de cargos que não estão sendo necessários atualmente.

Por fim, colocado em votação, foram favoráveis os vereadores: Maria Ângela Girardi, Rogério Ladeira, Sargento Jorge Roberto, Rafael Moreira, Paulo Milani, Ricardo Dias, Betão do Areão e Henrique Thurran.

Votaram contra o aumento de 31,25%, os vereadores: Vinícius Machado, Betão do Remo, Marcos Costa, Gilmar Canjica, Hercyl Neto e Mauro Ruela. O presidente Michelangelo Correa, só votaria em caso de empate.

O vereador Hercyl Neto, que havia assinado a emenda anteriormente, justificou seu voto contrário dizendo que no seu entendimento, todos são servidores. Que ele é favorável ao ticket de R$ 420 para os servidores dos dois poderes e que por isso assinou as duas emendas, mas como não foi possível aprovar a emenda do Executivo, optou por recuar e modificar seu voto na emenda do legislativo, mas que pretende cobrar para que o ticket do Executivo se iguale ao do Legislativo.

Outros Projetos

Quanto ao restante da pauta, a primeira votação do Projeto de Lei nº 16/2017 do Executivo, que dispõe sobre as diretrizes para a elaboração da Lei Orçamentária de 2018, foi sobrestada por uma sessão a pedido do vereador Rogério Ladeira. 

Também, o projeto nº 39/2017 que regulamenta o Índice de reajuste dos servidores públicos ativos e inativos do Poder Legislativo de Cataguases, recebeu uma emenda e voltou para as comissões. O projeto original reajustava os salários em 6% e a emenda separou os valores, concedendo reajuste de 4,1% e aumento de 1,9%, este último exceto para os cargos de procurador geral e diretor administrativo.

Do vereador Ricardo Geraldo Dias, o projeto nº 34/2017 que inclui no Calendário Oficial do Município o Janeiro Branco, dedicado a realização de ações educativas para a difusão da saúde mental, foi aprovado por unanimidade.

No Grande Expediente, o médico, Dr. Joseph Freire, falou sobre tabagismo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Whatsapp Mídia Mineira
Farmácias de Plantão em Cataguases
03 - Domingo 04 - Segunda 05 - Terça 06 - Quarta 07 - Quinta 08 - Sexta 09 - Sábado
Econômica III Droga Minas Coimbra Econômica FarmaCenter Cataguases II Droganova
Vasconcelos Pague Menos Aeropharma Drogaria da Vila N. Sra. Rosário Silveira Farmanossa