quinta-feira, 13 de julho de 2017

Doutora Maria Ângela Girardi, única mulher na Câmara de Cataguases, consegue aprovar projetos de proteção a pessoa e ao verde

Finalizando o primeiro semestre desta legislatura, a vereadora doutora Maria Ângela Girardi, única mulher na Câmara de Cataguases, conseguiu aprovar projetos para intensificar a proteção das mulheres, crianças e adolescentes no Município.

No dia 28 de junho, foi aprovado o Projeto de Lei nº 25/2017, de autoria da vereadora,  que institui no calendário a Semana Municipal de Prevenção a Violência Contra a Mulher que será observada sempre na semana do dia 25 do mês de novembro (Dia Internacional da Não violência contra a mulher). O objetivo é que nesta semana sejam realizadas palestras, campanhas informativas e divulgação dos dados estatísticos relativos a esse tema no Município.

No início do mês (4/7), a doutora conseguiu aprovar o Projeto nº 42/2017 que garante tratamento odontológico à gestante cataguasense, no período pré-natal, como forma de prevenir a prematuridade e/ou nascimentos de bebês com baixo peso.

Já na última sessão antes do recesso parlamentar, na terça-feira última (11/07), foram aprovados os Projetos 43/2017 (Projeto “Não vou me calar”) e 47/2017, ambos na linha de proteção a mulher. O primeiro, visa fortalecer as ações educativas de enfrentamento à violência contra a mulher voltadas aos profissionais e agentes comunitários de estratégia de saúde da família (ESF), bem como a população em geral. Essa capacitação, que deverá ser realizada em parceria com a Casa de Maria, destinada aos agentes comunitários e profissionais da ESF, diz respeito ao diagnóstico e prevenção da violência, além do entendimento da Lei Maria da Penha e sobre os direitos por ela assegurados e orienta sobre o funcionamento da Rede de Atendimento à Mulher vítima de violência domestica em Cataguases. O segundo projeto, obriga a diversos estabelecimentos como hotéis, motéis, bares, restaurantes, lanchonetes, clubes, agência de viagens, salões de belezas, academias, entre outros a afixarem placas produzidas em PVC ou alumínio, com os dizeres: “Violência, abuso e exploração sexual contra a mulher é crime. Denuncie – Disque 180”. Este projeto visa dar publicidade a Central de atendimento a mulher (Disque 180).

Na linha de proteção a pessoa, também foi aprovado pelos vereadores, o PL 45/2017 da médica que obriga os estabelecimentos de saúde, clínicas, consultórios e Hospital de Cataguases, a notificar o conselho tutelar sobre casos de uso de álcool e drogas por adolescentes e crianças atendidas nestes locais.

Por último, a doutora aprovou também o PL 53/2017 que Institui o Programa “Adote o Verde” no Município de Cataguases que traz a proposta de contribuir com a manutenção e preservação de áreas verdes no município, através de parcerias públicos-privadas (PPP) ou de pessoas físicas ou jurídicas que terão suas marcas divulgadas pelo poder público municipal através de publicidade da Prefeitura de Cataguases.

"Importante será a execução das leis. Ficaremos atentos pois é muito importante para a mulher cataguasense", disse a médica.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Farmácias de Plantão em Cataguases
23 Domingo
24 Segunda
25 Terça
26 Quarta
27 Quinta
28 Sexta
29 Sábado
Econômica II Atlas Sta Rita Dose Certa Inova Econômica III Droga Minas
Silveira (vila) Vasconcelos Saúde e Vida Drogasil Droga farma Campinho Pague Menos