domingo, 30 de julho de 2017

Homem preso em Minas acusado de transmitir HIV para mulheres demonstra a necessidade de prevenção nos relacionamentos

Após boatos de que um homem estaria infectando mulheres com o vírus HIV no município de Pirapora, com pouco mais de 56 mil habitantes no Norte de Minas, a Polícia Civil iniciou investigações e conseguiu contato com três mulheres que teriam saído com o suspeito sem que o mesmo informasse ser soro positivo, sendo que uma delas fez o exame e ficou constatado a presença do vírus em seu sangue. Todas negaram ter conhecimento de que o parceiro era portador do vírus.

Diante dos fatos, a Polícia Civil da cidade conseguiu prender preventivamente, o suspeito de 35 anos, na sexta-feira (28). A prisão foi feita com base no Artigo 131 do Código Penal que atribui crime às pessoas que "praticar, com o fim de transmitir a outrem moléstia grave de que está contaminado, ato capaz de produzir o contágio". Se condenado, a pena para esse tipo de crime prevê reclusão, de um a quatro anos e multa.

De acordo com o responsável pelo caso, delegado Jéferson Leal, as outras duas mulheres identificadas ainda deverão passar pelo exame para verificar se contraíram o vírus e após, serão ouvidas. Na delegacia o suspeito disse que tem cinco filhos e um deles também seria soropositivo.

O acusado já é conhecido da polícia e tem passagem por tráfico de drogas.

Embora com os recentes tratamentos, a doença não seja mais considerada como sinônimo de pena de morte, é extremamente importante a prevenção contra o contágio do vírus, mesmo em relacionamentos com pessoas conhecidas. Muitas pessoas só descobrem que são soropositivos com a apresentação dos sintomas pois o brasileiro não tem o costume de realizar exames periódicos. 

Conforme o site da Fundação Osvaldo Cruz, a transmissão pode ser feita através de secreções como sangue, esperma, secreção vaginal e leite materno. Para haver a transmissão, o líquido contaminado de uma pessoa tem que penetrar no organismo de outra. Isto se dá através de relação sexual (heterossexual ou homossexual), ao se compartilhar seringas, em acidentes com agulhas e objetos cortantes infectados, na transfusão de sangue contaminado, na transmissão vertical da mãe infectada para o feto durante a gestação ou o trabalho de parto e durante a amamentação.

Prevenção


Para evitar a transmissão da aids, recomenda-se o uso de preservativo durante as relações sexuais, a utilização de seringas e agulhas descartáveis e o uso de luvas para manipular feridas e líquidos corporais, bem como testar previamente sangue e hemoderivados para transfusão. Além disso, as mães infectadas pelo vírus (HIV-positivas) devem usar antirretrovirais durante a gestação para prevenir a transmissão vertical, além de evitar amamentar seus filhos.


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Farmácias de Plantão em Cataguases
13 Domingo
14 Segunda
15 Terça
16 Quarta
17 Quinta
18 Sexta
19 Sábado
Econômica III Droga Minas Coimbra Econômica FarmaCenter São Geraldo Droganova
Brasil Pague Menos Aeropharma Drogaria da Vila N.Sra.do Rosário Silveira Farmanossa