quinta-feira, 27 de julho de 2017

Vereador de Fervedouro é cassado pela Câmara Municipal por desvio de dinheiro público

O vereador Salermo Alves Braga (PP), 56 anos (foto abaixo), teve o mandato cassado na noite desta quarta-feira (26), em Fervedouro. 

Conforme as denúncias que iniciaram em 2015, o vereador teria superfaturado peças para o veículo VW Polo, placas MQW 4547, de propriedade daquela Casa Legislativa quando o mesmo era o presidente. Na nota, o vereador teria incluído também serviços realizado no veículo Fiat Uno placas, GYW-5924, de propriedade do vereador. O veículo oficial acabou pegando fogo em 4 de janeiro de 2016 e alguns vereadores suspeitam de que o incêndio teria sido proposital. Uma Comissão de inquérito foi instaurada na Câmara para investigar o caso. Reeleito, o vereador foi afastado até a conclusão das investigações da comissão que ocorreu nesta quarta-feira. 

Em uma sessão repleta de populares, todos os 9 vereadores tiveram 15 minutos para falar seu posicionamento, além da defesa que usou um tempo maior.

Conforme o advogado do vereador, o mesmo estaria sendo acusado sem provas consistentes e, além do mais, conforme o advogado, o caso já havia sido julgado na legislatura passada e foi arquivado. Salermo também disse estar sendo acusado injustamente. A defesa tentou também impedir o vereador Romeu Sampaio, substituto de Salermo, de votar, por ser parte interessada, mas os vereadores votaram e permitiram por unanimidade a participação do edil.


O vereador Adriano Rhodes Leandro (PRB), disse que o perito afirmou que o incêndio no carro da câmara municipal ocorrido em 2015, foi criminoso.

Outro vereador, Antônio Vieira Filho (PTB), disse não ser justo julgar um caso da legislatura passada nesta legislatura, que o caso deveria ser analisado antes. "Aquele que não tem pecado que atire a primeira pedra", disse.

Por fim, votaram a favor da cassação, os vereadores: Romeu Sampaio (PSDB), Alesandra Ferreira Daloz Imbelloni (Solidariedade), Jairo Antônio Gomes (DEM), Vagnersandro Gomes Franklin (PP), Waltencir Barbosa da Silva (PTB) e Adriano Rhodes Leandro (PRB). Contrários a cassação, votaram os vereadores: Suely Pedrosa de Freitas Fialho (PP), Antônio Vieira Filho (PTB) e Maria da Gloria de Souza (PSL).
Com informações e fotos de nosso parceiro na região, 
Site do Paulo Roberto da Rádio

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Farmácias de Plantão em Cataguases
13 Domingo
14 Segunda
15 Terça
16 Quarta
17 Quinta
18 Sexta
19 Sábado
Econômica III Droga Minas Coimbra Econômica FarmaCenter São Geraldo Droganova
Brasil Pague Menos Aeropharma Drogaria da Vila N.Sra.do Rosário Silveira Farmanossa