sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Vereadores e convidados assistem apresentação sobre a História de Cataguases



A Câmara Municipal de Cataguases, realizou na noite desta quinta-feira (14), uma sessão solene para apresentação de uma pesquisa contratada pelo Legislativo sobre Cataguases, de 1793 a 1930 apresentada pelas professoras Joana Capella e Odete Valverde. O projeto prevê ainda a apresentação nas escolas municipais.



Durante quase duas horas, as professoras expuseram - para um público privilegiado - os primórdios do município de Cataguases, desde as aldeias, a primeira estrada com os primeiros moradores, a primeira capela em 1828, o curato de Ubá em 1841, a Freguesia do Presídio em 1851, distrito de Leopoldina em 1854 até a criação do Município com a instalação da Câmara Municipal em 7 de setembro de 1877, passando por um rico período cultural e político de Cataguases (1877 a 1930), com a explosão do café, as intendências, a criação do Agente Executivo com a implantação da República, os partidos políticos da época e a influência de Cataguases no cenário nacional, a diversificação da produção com a queda do café, chegando a implantação da Companhia de energia elétrica (hoje Energisa) e das primeiras fábricas de tecido.

As professoras Joana Capella e Odete Valverde
A historiadora e pesquisadora Joana Capella, falou para o Site Mídia Mineira, sobre a apresentação e sobre as expectativas do projeto. "As expectativas são as melhores, já que a Câmara demonstrou interesse na publicação deste estudo através de Cadernos de História a serem disponibilizados principalmente para as escolas. Além disso, de imediato o trabalho poderá chegar às escolas e entidades que se interessarem através dos seis banners produzidos pela Câmara resumindo todo o período e da nossa participação apresentando o estudo", disse.




Presidente da Câmara Michelangelo
Correa demonstrou apoiar a
transformação da antiga delegacia
no Centro de Documentação e
Pesquisa de Cataguases
Ao final, Joana Capella também falou para os vereadores sobre o projeto que pretende transformar a antiga delegacia no Centro de Documentação e Pesquisa de Cataguases. Segundo ela, o local está para ser disponibilizado à Fundação Ricardo Dias, porém, um grupo de munícipes entrou com um pedido junto ao Ministério Público devido o prédio ser tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN, não podendo ser cedido para entidades privadas. O objetivo é que o prédio passe para Prefeitura de Cataguases e que a Secretaria de Cultura e Turismo crie o departamento. O grupo aguarda agora a decisão do MP. A historiadora também revelou que o presidente da Câmara, Michelângelo Correa e a vereadora Maria Ângela Girardi, apoiam o projeto e assinaram o pedido ao Ministério Público.


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Whatsapp Mídia Mineira
Farmácias de Plantão em Cataguases
19 - Domingo 20 - Segunda 21 - Terça 22 - Quarta 23 - Quinta 24 - Sexta 25 - Sábado
Coimbra Econômica FarmaCenter Cataguases II Droganova São Francisco N. Sra. Aparecida
Aeropharma Drogaria da Vila N. Sra. Rosário Silveira Farmanossa Cataguases Campinho