quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Zé Piu conta sua história de superação em seu primeiro livro lançado no Clube do Remo



O Clube do Remo foi palco no último sábado (11) do lançamento do primeiro livro de seu atual diretor de esportes e funcionário público aposentado, José Wellington Rodrigues de Oliveira, ou "Zé Piu" como é conhecido.


"Experimentação de Deus", fala sobre a sofrida recuperação de Zé Piu após um terrível acidente automobilístico e como encontrou forças para superar a perda de parte dos movimentos e de uma lenta mas constante recuperação, sempre com a ajuda de sua esposa, a pedagoga Édina da Silva Oliveira e de suas filhas: Lídia e Luísa. Aliás, todas aproveitaram a cerimônia para de dizer ao escritor, marido e pai, o quanto ele é querido, sua importância e exemplo de vida que sempre demonstrou.

Além da família, a noite de autógrafos foi prestigiada por amigos e profissionais da saúde, inclusive os que o atenderam naquela fatídica manhã.

A emoção tomou conta dos participantes quando, após ler um texto contando sua trajetória, Zé Piu cantou emoções de Roberto Carlos.

"O objetivo desse livro, não foi simplesmente contar uma história de vida mas uma história de superação, de reflexão, de fé, de luta e de muita inspiração. Eu desejo que possa ser um instrumento, uma nova ferramenta para pessoas que possam estar em uma situação como eu estive ou talvez em um momento pior, mas que eles saibam encontrar forças, dedicação e fé para seguir em frente, porque a vida é feita de obstáculos! Se a gente dobrar o joelho e ficar no chão, a gente não sai do fundo do poço. É um livro que tem por objetivo ser um instrumento motivacional e que traz a esperança de que outras pessoas possam saber lidar com essa situação de forma mais clara, com mais determinação e que possa servir para cultivar valores humanos, porque quando a gente fala em família a gente fala de valores, de humanidade e de esperança, essa foi a parte central, família, fé e acima de tudo determinação. Eu pude observar nos momentos de maior dificuldade que não estamos só, que Deus é a parte principal de nossa vida e que se a gente se apegar a ele, a gente consegue sair do fundo do poço, porque Deus é, acima de tudo, o eixo de nossas vidas e a gente experimenta Deus nos momentos de dificuldade, eu experimentei e pude sentir de perto a presença Dele, a vida, a força e a motivação que Ele me deu", disse Zé Piu para a Reportagem do Site Mídia Mineira.


Ativismo


Como disse o escritor americano, Richard Bach, que "nada acontece por acaso", que "há um significado por detrás de cada pequeno ato" e que se existe um teste para saber se você terminou sua missão é que "se você está vivo, não terminou", a história de Zé Piu reflete claramente essas frases. Após o acidente, sua luta por maior acessibilidade em Cataguases vem ajudando e melhorando a vida de muitos, mostrando que mesmo um problema pode se tornar um grande aprendizado e servir de exemplo para outras pessoas. "A gente passa a enxergar um horizonte diferente, porque nada mais desigual do que tratar desigualmente os iguais, então a gente fica em uma situação que temos que escolher qual caminho a seguir, eu vou ficar parado ou eu vou seguir em frente? No início eu cantei a música ando devagar porque já tive pressa, então, na vida a gente esquece que ela é feita para a gente parar, pensar, mas nunca desistir porque quem desiste já é um perdedor, lutar sempre é importante", finalizou.
  


O acidente


O acidente ocorreu na manhã do dia 27 de abril de 2012. Zé Piu viajava com sua esposa e as filhas quando próximo o distrito de Itamuri em Muriaé, uma carreta carregada com sucatas tombou sobre seu automóvel, Corsa Classic, ferindo gravemente Zé Piu que precisou passar por uma cirurgia complicada após lesionar uma das vértebras da coluna cervical. Sua esposa e filhas tiveram ferimentos leves.

Sobre o acidente, o médico que atendeu Zé Piu na época, Dr. Nilton de Barros Abreu Júnior, contou para nossa reportagem como tudo aconteceu: "O Zé Piu sofreu um acidente nas proximidades de Muriaé, foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros e o destino dele foi o Hospital São Paulo. Lá, a gente tem um sobre aviso de neurocirurgia e eu estava em casa no plantão e fui chamado para atendê-lo, então, ele foi internado aos meus cuidados e ao realizar o exame neurológico e todos os exames médicos, a gente detectou que ele estava com uma deficiência de movimentos de braços e pernas e o resultado geral do diagnóstico foi uma fratura da coluna cervical que o vitimou e deixou essa deficiência de movimento no corpo dele. foram realizados vários exames e a gente detectou uma compressão na medula e ele foi submetido a uma cirurgia com o objetivo primeiro de fixar a coluna. No início eu dei muita esperança pra ele recuperar os movimentos mas a gente sempre ficava um pouco pessimista devido a gravidade da lesão. O que eu pude fazer foi incentivá-lo a fazer a reabilitação e acho que pude participar um pouco da história de vida dele", disse o médico que também ressaltou a fantástica recuperação de Zé Piu. "Ele foi uma recuperação esplêndida! a gente não vê isso em comum nos outros pacientes, então, eu acho que é milagre de Deus mesmo, é força de vontade, é a fé que ele tem e foi isso que a gente pôde proporcionar pra ele, estimulá-lo a buscar a melhora", completou.








Nenhum comentário :

Postar um comentário

Whatsapp Mídia Mineira
Farmácias de Plantão em Cataguases
03 - Domingo 04 - Segunda 05 - Terça 06 - Quarta 07 - Quinta 08 - Sexta 09 - Sábado
Econômica III Droga Minas Coimbra Econômica FarmaCenter Cataguases II Droganova
Vasconcelos Pague Menos Aeropharma Drogaria da Vila N. Sra. Rosário Silveira Farmanossa