quarta-feira, 14 de março de 2018

Minas Gerais confirma 133 mortes por Febre Amarela, sendo 52 em municípios da Zona da Mata


Conforme o último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) divulgado nesta terça-feira (13), desde o início do 2º período de monitoramento da Febre Amarela (julho/2017 a junho/2018), foram confirmados 365 casos da doença em Minas Gerais, destes casos, 133 evoluíram para óbito e outros 630 casos continuam em investigação. 

Do total de casos confirmados de febre amarela silvestre, 318 (87,1%) são do sexo masculino e 47 (12,9%) do sexo feminino. Dentre os óbitos, 07 (sete) foram do sexo feminino, representando 5,3% do total de óbitos confirmados. Todos os casos foram confirmados laboratorialmente. A mediana de idade dos casos confirmados é de 48 anos (3 – 88 anos). A letalidade por febre amarela em Minas Gerais no período de 2017/2018 é de aproximadamente 36,4%


No período anterior de monitoramento anos 2016 e 2017 foram registrados 475 casos confirmados de Febre Amarela no estado de Minas Gerais, sendo que destes, 162 evoluíram para óbito.


Zona da Mata Mineira

Na Zona da Mata Mineira foram confirmados 122 casos da doença, sendo que destes, 52 evoluíram para óbito.  Em Cataguases ainda não há caso de Febre Amarela confirmado.

Em Juiz de Fora o prefeito Bruno Siqueira (MDB), decretou nesta segunda-feira (12), situação de emergência devido os casos na cidade. Conforme o boletim, 23 pessoas ainda estão internadas ou tiveram alta naquele município por conta da doença e outras 6 evoluíram para óbito, totalizando 29 casos.

Confira abaixo os municípios da Zona da Mata que tiveram óbitos confirmados:

Região de Juiz de Fora (29 óbitos): 
Belmiro Braga (1), Bicas (1), Goianá (1), Juiz de Fora (6), Lima Duarte (6), Mar Espanha (1), Maripá de Minas (1), Matias Barbosa (1), Piau (2), Rio Novo (1), Rio Preto (3), Santa Bárbara do Monte Verde (1), Santa Rita de Jacutinga (1), Santos Dumont (2) e Simão Pereira (1).

Região de Leopoldina (1 óbito):
Santo Antônio do Aventureiro (1).

Região de Ponte Nova (12 óbitos):
Alvinópolis (1), Barra Longa (2), Pedra do Anta (1), Ponte Nova (3), Porto Firme  (2), Teixeiras (1) e Viçosa (2).

Região de Uba (3 óbitos):
Ervália (1) e Presidente Bernardes (2)

Região de Barbacena (7 óbitos)
Considerando apenas municípios da Zona da Mata
Alto Rio Doce (1), Paiva (1), Piranga (3) e Senhora de Oliveira (2).

Nenhum comentário :

Postar um comentário