Enviar para imprimir ou salvar PDF

segunda-feira, 12 de março de 2018

Nível dos rios baixam mas ainda há pontos de alagamento em Muriaé

As águas dos rios Preto e Muriaé estão baixando nesta segunda-feira (12) mas ainda existem pontos de alagamanto no município de Muriaé. 

Os bairros Barra, São José, Napoleão e José Cirilo foram os mais atingidos. Conforme moradores ainda existem pontos alagados, principalmente na zona rural.

Os danos causados pela cheia do Rio Muriaé foram considerados mínimos pela Defesa Civil daquele município. Conforme a prefeitura, o plano de prevenção de riscos que foi colocado em prática, com divulgação de avisos em rádios e redes sociais, além de moto de som que circulou pelos bairros ribeirinhos alertando os moradores sobre o risco de enchente funcionou e proporcionou a rápida retirada de pertences e pessoas em locais de risco.

Na manhã desta segunda-feira (12), o prefeito Grego esteve no bairro São José para acompanhar o andamento das atividades desenvolvidas pelas equipes de apoio da Prefeitura, verificar a situação do rio e conversar com moradores – ontem, ele já havia percorrido diversos locais da Barra que foram atingidos pela cheia, seguindo da rua Oswaldo Cruz até a região da Prainha. “O que pudemos observar é que, felizmente, os alertas foram eficientes e, de forma geral, a população conseguiu preservar seus pertences, com um número bastante reduzido de perdas”, pontua.

O presidente da Associação de Moradores do São José confirmou as palavras do prefeito e ressaltou a união entre as pessoas do bairro durante os momentos que antecederam a enchente. “Todos se ajudaram e, com isso, pouca coisa se perdeu, apenas um ou outro móvel mais difícil de se desmontar. A Prefeitura também nos ajudou muito, enviando uma equipe para auxiliar quem precisava, e isso foi muito importante para nós”, elogia Cleisson.

Previsão do tempo

De acordo com informações da Defesa Civil, a situação já começa a voltar ao normal na cidade, principalmente nos bairros mais atingidos pela enchente. O boletim meteorológico emitido pelo órgão na manhã desta segunda-feira (12) informa que não há expectativa de chuva na cidade hoje.

A Barra foi a região mais atingida pelas chuvas em março, com 263mm acumulados no mês e 108mm registrados nos últimos três dias. Já a média geral da cidade ficou em 54mm de chuva nas últimas 72 horas, correspondendo a cerca de um terço do índice mensal (150mm).

Nível do Rio Muriaé

O nível de água do Rio Muriaé está em queda de aproximadamente oito centímetros a cada hora. O ápice foi verificado por volta de 3h de segunda-feira, quando a medição indicou 3,49m, caindo para 3,22m no início da manhã e para 2,98m no horário próximo ao meio dia. O limite estimado da caixa fluvial varia entre 2,30m e 3,60m, dependendo do ponto de observação ao longo do curso hídrico.

Abrigo no Cefas

Cerca de 15 famílias da Barra que ficaram desalojadas por causa da enchente estão abrigadas no Cefas, recebendo alimentação, além de suporte assistencial e psicológico oferecido pela Prefeitura. O trabalho de atenção aos atingidos pelas cheias continuará também durante o retorno das pessoas para suas casas – o que pode acontecer já na terça-feira, se a previsão do tempo se concretizar e a situação ficar mesmo normalizada. Doações podem ser encaminhadas para a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, que funciona no primeiro andar do Centro Administrativo, ou para o Centro Dom Delfim, localizado no fim da rua Itagiba de Oliveira, na Barra. As principais necessidades no momento são colchonetes, materiais de limpeza, alimentos e água. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (32) 3696-3384.

Recuperação de estradas rurais

O prefeito Grego já autorizou, nesta segunda, a contratação de serviço de máquinas para atuação nas estradas rurais de Muriaé. O objetivo é abrir várias frentes de trabalho a fim de agilizar o andamento das atividades e permitir boas condições de trânsito no menor prazo possível. De acordo com a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, foram registradas quedas de barreiras e aberturas de buracos nas estradas, principalmente em regiões como Sossego, Usina da Fumaça e Capetinga.

Auxílio a outros municípios


Além do apoio às pessoas atingidas pela enchente em Muriaé, a Prefeitura vem, desde sexta-feira, oferecendo auxílio também a outros municípios que tiveram prejuízos ainda maiores. Os socorros foram prestados a Eugenópolis, com fornecimento de água potável para a população, e Antônio Prado de Minas, com cessão de maquinário para atuar em ações emergenciais.

Com informações e fotos da Prefeitura de Muriaé 

Nenhum comentário :

Postar um comentário