Enviar para imprimir ou salvar PDF

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Polo Audiovisual da Zona da Mata divulga contemplados do Usina Criativa de Cinema

O 3º Edital Usina Criativa de Cinema, uma ação do Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais voltada para a formação e apoio a realizadores audiovisuais da região para produção de curtas-metragens, anunciou o resultado do concurso, lançado em 05 de fevereiro.

Foto: Fabiola Lima / Polo Audiovisual da ZMMG / Arquivo
Entre 24 concorrentes, de 8 cidades da região, foram contemplados 4 projetos que melhor atenderam as condições do edital, sendo 1 de animação, 2 de ficção e 1 documentário.

Em 2018, o comitê de seleção foi formado pela roteirista Anna Flávia Dias Salles, o produtor Breno Nogueira e o diretor e roteirista Ricardo Alves Jr, todos de Minas Gerais. Ricardo Alves é também o diretor convidado nessa edição do Projeto, e irá realizar um quinto curta-metragem com equipe técnica e artística da Zona da Mata mineira.

Os projetos e proponentes selecionados foram:

A HISTÓRIA DO MENINO NEIMAR (Animação / Ubá)
Proponente: Rafael Bianchini. Diretor: Rafael Bianchini

CANGACEIRO MARALONSO (Documentário / Ubá)
Proponente: Samuel de Oliveira Fortunato. Diretor: Samuel de Oliveira Fortunato

CASULO (Ficção / Cataguases)
Proponente: Juliana Canavan Martins Junqueira. Diretor: Rafael Aguiar

SANTA (Ficção / Cataguases)
Proponente: Marco Aurélio Andrade Gonçalves. Diretor: Marco Andrade

Projetos Suplentes:

Novidade nessa edição, além dos 4 projetos contemplados, a comissão de seleção indicou também 4 projetos que irão compor uma lista de espera.

Eles serão acionados caso haja alguma irregularidade ou impedimento dos projetos selecionados. Os aspectos da execução dos projetos selecionados que serão analisados são:

Percentual de recursos humanos locais a serem utilizados na composição das equipes dos filmes; Real envolvimento do proponente na equipe do filme; Locais


de realização das filmagens; Participação nas consultorias oferecidas pelo concurso; Comprovação de obtenção de direitos autorais envolvidos no roteiro; Cumprimento das demais exigências do edital para a assinatura do Termo de Compromisso e consequente recebimento dos recursos financeiros.

Os projetos suplentes foram:

1º Suplente: UM FILME PARA MEU PAI (Documentário / Guiricema)
Proponente: Vanessa Maria Rodrigues Diretora: Vanessa Maria Rodrigues

2º Suplente: ZORRO E A MULHER MARAVILHA NA TERRA DO SOL (Ficção / Muriaé) Proponente: Euler Pereira Luz Diretor: Euler Pereira Luz

3º Suplente: AVE MARIA (Documentário / Visconde do Rio Branco)
Proponente: Jáder Barreto Lima da Silva Diretora: Rafaella Pereira de Lima

4º Suplente: A ÁRVORE DA LUA (Ficção / Ervália)
Proponente: André Luiz Castro e Silva Diretor: Tobias Resende

Saiba mais

O FESTIVAL VER E FAZER FILMES - USINA CRIATIVA DE CINEMA é uma iniciativa do Instituto Cidade de Cataguases, em parceria com o Instituto Fábrica do Futuro, a Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho e Agência de Desenvolvimento do Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais, com o patrocínio da ENERGISA MINAS, por meio da Lei de Incentivo à Cultura da Secretaria de Estado da Cultural de Minas Gerais.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Polo Audiovisual da Zona da Mata

Nenhum comentário :

Postar um comentário