quinta-feira, 17 de maio de 2018

Cataguases já tem caso de gripe pelo vírus Influenza "A" confirmado e outros três sendo investigados; coordenadora de vigilância em Saúde fala sobre o assunto

A coordenadora de vigilância em Saúde do Município de Cataguases, Amanda de Souza Penha, falou na manhã desta quinta-feira (17), para a reportagem do Site Mídia Mineira, sobre os casos de gripe causadas pelo vírus influenza "A" (H1N1/H3N2), que podem estar ocorrendo em Cataguases. Segundo ela, existem no município hoje três casos sob investigação e um confirmado sem definição de subtipagem.

Entre os três casos que estão sendo investigados, dois deles, o de uma criança de 11 meses e de um idoso que se encontra na UTI, foram coletados hoje pela manhã. O terceiro é de uma mulher de 21 anos que estava grávida e faleceu, conforme o Site Mídia Mineira já havia publicado em primeira mão.

O quarto caso é de uma paciente de Laranjal que foi confirmado pela Fundação Ezequiel Dias - FUNED-MG, como Influenza "A", porém sem definição de subtipagem que iria dizer se o vírus é H1N1 ou H3N2. Conforme a coordenadora informou, o Hospital de Cataguases, solicitou exame particular do laboratório Hermes Pardini que definiu o subtipo como H1N1, porém, para fins de contagem oficial, o Município aguarda o resultado da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ). "É um resultado confiável de um laboratório reconhecido mas para nós, como epidemiologia e vigilância em saúde, somos orientados a aguardar os resultados dos laboratórios oficiais, no caso, o da FUNED e o da FIOCRUZ, para encerramento de ficha", ressaltou a coordenadora.

Amanda lembra que é extremamente necessário, que as pessoas que se encontram dentro do público alvo, procurem um posto de saúde no seu bairro ou se dirijam para o Centro Municipal de Imunização que funciona dentro da Policlínica Municipal para receberem a vacina.

Os grupos que estão sendo vacinados neste momento são: Crianças de 6 meses a menor que 5 anos; gestantes; mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias (puérperas); pessoas com mais de 60 anos; profissionais da saúde; professores da rede pública e particular; população indígena; portadores de doenças crônicas, como diabetes, asma e artrite reumatoide; indivíduos imunossuprimidos, como pacientes com câncer que fazem quimioterapia e radioterapia; portadores de trissomias, como as síndromes de Down e de Klinefelter; pessoas privadas de liberdade e adolescentes internados em instituições socioeducativas.

Dentro do público alvo, a Secretaria Municipal de Saúde, pretende imunizar em Cataguases, cerca de 15.972 pessoas e conforme dados atualizados nesta quinta-feira (17/05), já foram vacinados até o momento 65,69% aproximadamente 10.492 pessoas.

Nenhum comentário :

Postar um comentário