Enviar para imprimir ou salvar PDF

segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Pastor da Igreja Batista em Renovação Espiritual de Cataguases é vítima de golpe em Santa Rita do Sapucaí

A Igreja Batista em Renovação Espiritual de Cataguases, presidida pelo pastor Miquéias Martins da Silva, 57 anos, anunciou para seus membros neste domingo (2) que foi vítima de um golpe após comprar um veículo de um empresário do Município de Santa Rita do Sapucaí / MG.

Conforme o pastor informou para reportagem do Site Mídia Mineira, adquirir um veículo maior sempre foi um desejo de muitos anos do Conselho Administrativo da Igreja para atender pessoas com dificuldade de locomoção e também colocar em prática um projeto de evangelismo nos bairros.  

No dia 18 de julho, o Conselho decidiu pela compra do veículo, uma VW Kombi de 15 lugares. Após o obreiro designado pela procura encontrar no site OLX uma Kombi, ano 2005, com as características que atendiam a Igreja, o pastor e uma equipe de quatro membros da Igreja deslocaram até o Município de Santa Rita do Sapucaí onde encontraram com o proprietário, "J.G.K.", um empresário do ramo de transporte escolar da cidade. Segundo o pastor, a documentação foi verificada no site do DETRAN e estava tudo em ordem, fazendo com que a venda fosse concretizada e o valor de R$ 16.500 fosse pago à vista. 

Ao tentar realizar a vistoria em Cataguases para devida transferência do veículo,  como prevê a legislação vigente, o vistoriador suspeitou de adulteração e apreendeu a Kombi para ser periciada, fato que deixou toda igreja perplexa. Pastor Miqueias contou para nossa reportagem que um dos obreiros da sua igreja tentou ligar para o vendedor, mas este atendeu apenas o primeiro telefonema, dizendo o seguinte: "Amigo, eu não vendo problema, procura em outra cidade que ela passa na vistoria". A partir dai as ligações não foram mais atendidas.

Ao procurar mais informações sobre o veículo que havia adquirido, o proprietário anterior (Prefeitura de Baependi), informou para os obreiros da igreja que a Kombi havia sido leiloada em maio deste ano em um site de leilões, mas como "carcaça", sem motor, sem diversas peças e com diversas avarias. O preço arrematado foi de R$ 1.900,00. Posteriormente o veículo foi montado e vendido. 

Sem a posse do veículo a igreja registrou a ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de Cataguases e entrou com ação cível para ressarcimento do valor pago, além dos custos de viagem e danos morais.

O caso segue agora para ser investigado.

Ao investigar, foi descobverto que a carcaça da Kombi havia sido adquirida em um leilão da prefeitura de Baependi, sem motor.

2 comentários :

  1. parabens midia mineira por mais uma vez sair na frente da informacao

    ResponderExcluir
  2. Ali se faz ne aki se pagas PASTOR 😂😂😂😂

    ResponderExcluir