Enviar para imprimir ou salvar PDF

Cobertura Mídia Mineira - Eleições 2018

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Fernando Pacheco descarta candidatura a prefeito em 2020 em seu primeiro pronunciamento público

Em seu primeiro pronunciamento público que aconteceu na manhã desta segunda-feira (8), através do Programa Conversa Franca do radialista Sousa Mendonça pela Rádio Brilho FM 104,9, com a participação do jornalista Marcos Gama do Site Mídia Mineira, o deputado estadual eleito por Cataguases, Fernando Pacheco Fialho, agradeceu a todos os eleitores pela expressiva votação no município e disse que pretende crescer regionalmente, trabalhando para Cataguases e cidades vizinhas. "Essa cadeira na Assembleia será de suma importância para a cidade, será para mim também um crescimento pessoal onde eu estarei querendo crescer regionalmente mais ainda porque nós não vamos nos acomodar, Cataguases será a nossa locomotiva, mas atrás de Cataguases tem cidades irmãs que também sofrem dos mesmos problemas e também precisam de um suporte com melhor estrutura", disse. 

O novo deputado também pretende abraçar as causas das entidades filantrópicas como Hospital de Cataguases e APAE, além das associações como Mercado do Produtor. "Eu quero levantar a bandeira do Hospital, da APAE, do asilo, das creches filantrópicas, do Mercado do Produtor, eu quero fazer com as entidades, associações de moradores e conselhos comunitários parceria. eu não estou aqui falando que vou resolver os problemas, eu quero ser uma das pessoas para ajudar a resolver problema, principalmente na área rural onde as pessoas são muito esquecidas e a gente mal sabe que é de lá que vem a fonte inesgotável de recursos que a gente pode produzir”, ressaltou.

Questionado pelo jornalista Marcos Gama, se ele pensaria em vir candidato a prefeito em 2020, Pacheco ressaltou que faz parte de um grupo, mas que não pretende mais ser candidato a prefeito em 2020. "Isso é uma questão que transcende a minha posição, eu por mim não viria, eu acho que eu tenho de ser coerente com o que eu me proponho a fazer, nunca fui diferente neste ponto de vista, eu me candidatei para deputado e como deputado eu quero seguir, porque eu acho que a cidade perderia um deputado se eu viesse candidato e pudesse ser eleito prefeito, mas eu quero dizer que eu não sou o dono da função de deputado ou de qualquer outro cargo que eu venha ocupar, nós temos um grupo e eu sou produto desse grupo que me fez chegar onde eu cheguei, então, esse assunto será discutido em grupo, nós temos muitos nomes no nosso grupo, eu tenho uns três nomes que eu posso te dizer que poderiam vir candidatos a prefeito e que eu iria não só apoiar, mas panfletar por eles, pedir por eles e fazer o que eu puder por eles, então porque personalizar o poder no nome do Fernando? O Fernando é um membro do grupo, mas tem outros membros. Por mim eu te respondo, eu não quero, porque eu prejudicaria a cidade, mas se o grupo achar que eu tenha que vir eu vou pensar na possibilidade, mas acho difícil de eu aceitar porque Cataguases esperou muito pelo deputado, perdeu muito por não ter um deputado e isso ai a gente não pode jogar e descartar fora senão depois a gente vai voltar a fazer o que fazia antes, votar em um candidato de fora, então, de forma fática eu posso te dizer que eu não viria candidato a prefeito não", finalizou.

Nenhum comentário :

Postar um comentário