sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Crise financeira dos municípios: Prefeitura de Cataguases anuncia atraso no cartão alimentação dos servidores


A Prefeitura de Cataguases divulgou nota na manhã desta sexta-feira (23) avisando que os créditos dos cartões alimentação dos servidores não serão liberados no dia 25 como é de praxe. A justificativa da prefeitura é a falta de repasses do Governo de Minas com o município. Conforme o Executivo, a dívida do Estado com o Município já ultrapassa R$ 18,6 milhões.

Conforme a nota, a situação só poderá ser normalizada quando o Governo do Estado acertar o que deve.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Cataguases e região (Sinserpu), também se manifestou nesta sexta por meio de nota em rede social. Conforme a entidade foi realizada uma reunião no gabinete do prefeito Willian Lobo na manhã desta sexta-feira (23), para tratar do assunto onde foi demonstrado o total da dívida do Estado. Conforme a nota, o recurso do cartão poderá ser restabelecido até o dia 1º de dezembro.


Calamidade Financeira

Em Minas Gerais, pelo menos 138 cidades já decretaram estado de calamidade financeira, outra centena de municípios, apesar de não ter oficializado o decreto, já adotam medidas de economia para conseguirem honrar seus compromissos. A crise financeira que atinge os municípios mineiros, deve-se principalmente a falta dos repasses constitucionais por parte do governo de Minas.


Confira abaixo a nota do SINSERPU na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO DO SINSERPU AOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE CATAGUASES.
O SINSERPU vem através desta Nota,  esclarecer aos servidores do município de Cataguases, que após reunião realizada na manhã desta sexta-feira, 23 de novembro, no gabinete da prefeitura, o prefeito Willian Lobo de Almeida, anunciou que o cartão alimentação que deveria ser liberado no próximo dia 25 de novembro, sofrerá atraso e  poderá ser pago até o dia 1º de dezembro do ano corrente. 
Segundo o que relatou o prefeito Willian, a medida deve-se aos atrasos no repasse financeiro do governo de Minas e que vem prejudicando a questão financeira do município, acarretando atraso no pagamento dos servidores e fornecedores, compra de gasolina para abastecer a frota de veículos das secretarias, entre outras despesas. 
Portanto,  o SINSERPU, sente-se na sua obrigação de informar aos servidores do município a real situação da crise financeira por que passa a administração  através dos números da planilha apresentada na reunião desta manhã, referente às dívidas do Estado com o município de Cataguases, que já ultrapassam os 18 milhões de reais, entre elas:
  • FUNDEB – IPVA (TRIMESTRE ) e FUNDEB – ICMS (17E 24/04, 02/05 A 14/08, 25/09, 02,09,16,23 30/10 E 13 E 20/11/18) - VALOR: R$ 5.242.986,83
  • SAÚDE COSEMS MG - VALOR: R$ 10.696.751,39
  • FUNDEB –ICMS e FUNDEB-IPVA (Juros e Correção 2017 e 2018) - VALOR: R$ 409.721,64
  • ICMS  diferença de 25/09 e 16/09, 30/10 e 13/11/2018 - VALOR: 1.621.594,80
  • PISO MINEIRO ASSIST. SOCIAL (21) PARCELAS: R$ 200.877,60
  • TRANSPORTE ESCOLAR (4) PARCELAS: VALOR: R$ 48.240,00

Um comentário :

  1. Engraçado que o do prefeito,vice e vereadores junto com os puxa saco nao atrasa,só dá energisa essa prefeitura arrecada milhões todo mês,agora vem dizer que tá faltando,falei na época se declarou 34000 não sabe administrar ou tem muito pé de laranja,agora o povo sofre mais uma vez com essa bosta de prefeito

    ResponderExcluir