segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

Especial Fim de Ano: Entrevista com o prefeito Willian Lobo

O Site Mídia Mineira inicia nesta segunda-feira (24), véspera de Natal, uma série de entrevistas especiais de fim de ano e a primeira delas foi com o prefeito de Cataguases Willian Lobo de Almeida que esteve acompanhado de seu vice, Tita Lima.

Na entrevista, Willian fez um balanço do ano de 2018, considerado o ano mais difícil para as prefeituras mineiras, devido à crise dos municípios provocada pela retenção dos repasses constitucionais por parte do governo do Estado, mas disse que apesar dos problemas financeiros enfrentados conseguiu terminar o ano com o salário dos servidores, 13º salário, vale alimentação e vale transporte, pagos. “Nós temos municípios em Minas Gerais que irão virar o ano com quatro folhas de pagamento da educação [devido à retenção do Fundeb], sem ser pagas”, ressaltou. Outro ponto enfatizado foi a obtenção das certidões negativas que os municípios necessitam para receber recursos dos governos estadual e federal, situação diferente de quando assumiu a prefeitura segundo o prefeito.


Obras

Entre as obras realizadas, Willian destacou a pavimentação do Bairro Jardim, a ampliação do Mercado do Produtor, a finalização da UPA, Reforma dos Postos de Saúde dos bairros Primavera e Taquara Preta através de parcerias, construção do Posto de Saúde de Sereno, compra da Usina de Asfalto e pavimentação de várias ruas do bairro Popular.


Vila Minalda

Ele também falou sobre a obra da Vila Minalda que conforme disse é superior a R$ 750 mil, mas explicou que a Caixa Econômica Federal só libera após as medições e comprovações de execução, fazendo com que a empresa que ganhou a licitação tenha que investir recurso próprio para iniciar a obra. “quem falou para a população que tem dinheiro em conta falou mentira”, disse. Em reunião recente com o empreiteiro que ganhou a licitação foi colocado que a obra será iniciada em janeiro, explicou. 


Cultura

O prefeito falou sobre as importantes realizações na cultura, como a compra do cinema, a aquisição do prédio da antiga delegacia para que sejam implantados o museu do movimento verde e uma biblioteca.


Oposição e o novo presidente da Câmara

Sobre a oposição partidária encontrada o prefeito disse que a população hoje não aceita mais críticas sem apontar soluções. 

Em relação ao novo presidente da Câmara, Ricardo Dias (PC do B), eleito com apoio da base do prefeito, apesar de ser um vereador de oposição, o prefeito disse que o vereador procurou seu grupo para dialogar e que isso fez com que saísse à frente. “Nós temos às vezes visões diferentes em alguns ângulos, mas eu vejo que a oposição buscando soluções juntas com a posição facilita”. Willian disse que não se envolveu na questão de cargos da Câmara, embora veja esse tipo de negociação como normal, haja vista que a outra chapa também tentou negociar com outros vereadores, disse. “Eu não envolvi nessa questão, o que aconteceu é que eu me senti prestigiado quando o vereador Ricardo Dias procurou os nossos vereadores e quis compor com a nossa administração”, frisou.

Questionado se terá uma boa convivência com o novo presidente da Câmara, responsável pela Comissão Processante que foi montada no Legislativo para investigar o prefeito, ele respondeu que a Câmara tem direito de montar esse tipo de investigação a qual acredita que sairá mais fortalecido ao final, pois agora terá o direito de se defender das acusações.  O prefeito, no entanto, disse que sua família ficou magoada com os oito vereadores que assinaram o pedido.  “Nenhum deles [os vereadores] vai conseguir tirar o sofrimento que a milha família teve, meu pai, minha mãe, meu irmão, isso não vai voltar atrás, ninguém consegue, amanhã ou depois será provado que eu não tenho nada, que eu nunca participei de licitação, que foi uma acusação, mas a justiça será feita”, disse.


Outras realizações

Entre outras realizações Willian citou também a individualização dos hidrômetros do Condomínio São Marcos, quatorze novas residências na região rural através do programa Minha Casa Minha Vida Rural, abertura do SEMAE, reforma da Policlínica Municipal, aprovação para construção do futuro CREAS que será licitado em janeiro e primeiro lugar no ICMS esportivo.


Expectativas para 2019

O gestor municipal disse que com a crise dos municípios ocorreu uma união entre os prefeitos de Minas e que embora todos tenham sido bem recebidos pelo novo governador, ele terá de levar em consideração que o setor público tem leis que precisam ser respeitadas. “Nós estamos torcendo que o Zema seja o melhor governador de Minas Gerais, mas ao mesmo tempo estamos deixando bem claro para o próximo governador que se ele não cumprir e fizer a mesma coisa [de seu antecessor], confiscar os repasses constitucionais que são dos municípios, ele já vai iniciar o ano com muitas movimentações por parte dos prefeitos”.

A série de entrevistas do Site Mídia Mineira serão lançadas simultaneamente no Site e no Jornal Mídia Mineira pela Brilho FM 104,9. 


Confira abaixo o vídeo com a entrevista na íntegra:

Nenhum comentário :



Postar um comentário