segunda-feira, 18 de março de 2019

Vereadores de Leopoldina atualizam subsídios e criam "13º Salário"

Câmara Municipal de Leopoldina - Foto: O Vigilante Online
A Câmara Municipal de Leopoldina aprovou na noite da terça-feira, 12 de março, um Projeto de Lei que autoriza o pagamento de uma gratificação natalina para os próprios vereadores. Conforme o projeto, o valor da gratificação será equivamente a um mês do subsídio estabelecido, pago em parcela única no mês de dezembro, o que tem sido chamado de "13º Salário" pela população. Também foi aprovado um Projeto de Lei de recomposição de 3,43% do subsídio mensal dos vereadores, referente à variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), medido pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), acumulado no exercício de 2018.

A reunião, que é transmitida ao vivo através das redes sociais, repercutiu imediatamente e o assunto foi o principal tema entre os internautas locais, que manifestavam suas opiniões, muitas delas acompanhadas por duras críticas aos parlamentares.

Dos 15 vereadores da Casa, 14 estavam presentes à reunião. O vereador José Augusto Cabral votou contra os dois projetos, o vereador Didi da Elétrica votou contra o Projeto de Lei da recomposição dos subsídios e o vereador Hélio Braga não compareceu à reunião justificando sua ausência por motivo de saúde. O presidente da Câmara, Waldair Costa, vota apenas quando houver empate, de acordo com o Regimento Interno da Casa. 


Recomposição de subsídios

Foto: Rafael Vale/Arquivo Pessoal / O Vigilante Online
De autoria da Mesa Diretora, o Projeto de Lei 6/2019 que recompõe o subsídio dos vereadores foi aprovado com voto contrário dos vereadores José Augusto Cabral e Valdilúcio (Didi da Elétrica), que fazem parte da Mesa. Após sua aprovação, ambos projetos seriam encaminhados ao Poder Executivo para receberem a sanção ou o veto do prefeito. Uma terceira possibilidade é a de que José Roberto de Oliveira não se manifeste sobre os projetos e os mesmos retornem à Câmara para que sejam promulgados.


Na manhã do sábado, 16 de março, uma mobilização no centro da cidade coletou assinaturas contra a gratificação natalina dos vereadores. Paralelamente foram coletadas assinaturas contra a Reforma da Previdência. Até o fechamento desta matéria, a Câmara Municipal de Leopoldina não havia se pronunciado formalmente à respeito do assunto.



Com informações de O Vigilante Online

Nenhum comentário :

Postar um comentário