quinta-feira, 4 de abril de 2019

Projeto Girarte de Cataguases é aclamado pelo público na Universidade Federal de Viçosa e em Muriaé






O Projeto Girarte acaba de concluir mais uma temporada de circulação de suas atividades artísticas, ao passar por 14 cidades realizando oficinas de Dança e Teatro, apresentações cênicas, palestras culturais e apresentações de grandes produções como a do espetáculo “LEI”, que estreou em 2016 na cidade de Cataguases e já circulou pelos estados do MS, RJ e PB além de outros municípios mineiros.

Segundo o coordenador Marcus Diego o projeto buscou nos últimos anos se fortalecer nas vertentes da arte como mobilizador social, mas também na perspectiva de desenvolvimento artístico, desafiando os artistas envolvidos, ao buscar cada vez mais um aprimoramento técnico e estético dos espetáculos executados pelo Grupo de Pesquisa Girarte. O coordenador ainda ressalta que nesta perspectiva de trabalho e ao criar espetáculos para o palco, o projeto atua de forma mais completa, pois vai até as comunidades afastadas disseminando diferentes linguagens artísticas, mas também estimula a população destas comunidades a estarem presentes em espaços culturais da cidade onde vivem, viabilizando de forma gratuita grandes espetáculos, reforçando os conceitos de democratização cultural, promoção social e desenvolvimento artístico. Além de possibilitar que artistas do interior mineiro sejam reconhecidos e tenham seu trabalho admirado no circuito cultural, como já ocorreu em outros estados brasileiros e nestas últimas apresentações do espetáculo “LEI”, que foi muito prestigiado em Muriaé-MG que possui escolas municipais de arte, e em Viçosa-MG que possui uma Universidade Federal que abriga um curso superior de dança, então todos elogios que recebemos deste público é muito importante e nos indica que estamos no rumo certo para desenvolver cada vez mais nosso trabalho, só nestas últimas apresentações do espetáculo “LEI” tivemos mais de 1.300 espectadores, e no projeto geral beneficiamos aproximadamente 8.000 pessoas, e todo este sucesso se deve ao trabalho de toda equipe, as parcerias e articulações locais que realizamos em diferentes cidades, destacando de forma especial a empresa Energisa que está sempre conosco e nos patrocina via Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais tornando nosso trabalho possível, e apoio da Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho, que através do trabalho da Presidente Mônica Botelho nos orienta e auxilia em todas nossas ações, conclui.

O elenco do espetáculo “LEI” é composto por Deliana Domingues, Leandro Guimarães, Milena Martins, Marcus Diego, Natália Barros, Roberta Rodrigues e Tatiane Dias. As coreografias são de Mário Nascimento (Belo Horizonte-MG) e Alba Vieira (Professora da Universidade Federal de Viçosa-MG); a trilha sonora original é de Makely KA e O Grivo (Belo Horizonte-MG); o figurino de Carolina Sudati (São Paulo-SP); cabelo/maquiagem e produção Priscila Sandes; assistência de direção Tatiane Dias e Direção Geral de Marcus Diego (Cataguases-MG).

Para o ano de 2019 o projeto já se prepara para os novos trabalhos que almejam alcance internacional, e destaca que o projeto está aberto para investimentos de empresas e pessoas físicas, que desejam direcionar parte do seu ICMS ou IR para o Projeto Girarte continuar realizando e ampliando suas ações. Temos desdobramentos do Projeto Girarte aprovados pelo Governo do Estado de Minas Gerais através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura e também ações do projeto aprovadas pelo Governo Federal através da Lei Rouanet, então empresas e pessoas físicas que tiverem interesse em serem nossos parceiros, patrocinadores e apoiadores podem estar entrando em contato pelo telefone (32) 9 8887-3531 ou pelo e-mail projetogirarte@yahoo.com.br afirma Marcus Diego.


Para mais informações sobre o Projeto Girarte acesse www.projetogirarte.com.br

Confira abaixo mais fotos das apresentações do projeto:






Fonte: Projeto Girarte

Nenhum comentário :

Postar um comentário