sexta-feira, 19 de julho de 2019

Parceria entre UEMG e Polo Audiovisual vai ofertar especialização em Cataguases

Foto: UEMG (www.uemg.br)
Uma reunião entre os representantes da Universidade do Estado de Minas Gerais e os integrantes do Polo Audiovisual da Zona da Mata foi realizada na tarde dessa quarta-feira (18) no gabinete da vice-reitoria da UEMG, na Cidade Administrativa em Belo Horizonte, para definir os detalhes do projeto que vai ofertar um curso de especialização Lato Sensu na modalidade presencial no município de Cataguases-MG.

De acordo com o vice-Reitor, professor Thiago Torres Costa Pereira, a parceria reúne importantes atores da sociedade em torno de um objetivo em comum, o de fortalecer as alternativas que proporcionam o desenvolvimento de uma das potencialidades da região da Zona da Mata.

Com o título “Design Audiovisual Transmídia”, o projeto pedagógico do curso será apresentado em um prazo de aproximadamente 30 dias. Quem também participou da reunião foi a pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, professora Magda Chamon, que será a responsável por receber a proposta e encaminhar às instâncias de aprovação no âmbito da Universidade.

Representando a outra parte da parceria, estiveram presentes na construção desse projeto o cineasta e professor César Piva da Fábrica do Futuro, o integrante do Polo Audiovisual Djalma Dutra e o professor Cláudio Santos da Escola de Design da UEMG.

Após aprovada por todas as instâncias, a oferta será divulgada no site da UEMG, bem como os processos para ingresso no curso.


O Polo Audiovisual da Zona da Mata

É um movimento liderado pela sociedade civil em parceria com fundações do terceiro setor, universidades, empresas e governos, voltado para o fomento da economia criativa como novo vetor de desenvolvimento sustentável da Região, tendo o Audiovisual e as Tecnologias Digitais como segmentos estruturantes. Atuando a partir de 3 eixos – Governança, Formação e Mercado – o Polo cria novas oportunidades de qualificação profissional, trabalho e renda, movimenta recursos importantes para a Região, promovendo impacto na economia local.


Criado em 2002, tendo a inauguração do Centro Cultural Humberto Mauro como marco, o Polo mobiliza lideranças da Região em torno de um Programa de Cultura, Educação, Inovação e Desenvolvimento Sustentável. A partir de 2007, a força do legado de Humberto Mauro, pioneiro do cinema nacional, e do Modernismo nas Artes, Arquitetura e Literatura na Região, conduz à escolha do Audiovisual como eixo principal das ações. Nos últimos dez anos, sob a liderança da Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho, Instituto Fábrica do Futuro, ENERGISA e SEBRAE, desenvolvem-se projetos, eventos, para consolidação de um Polo regional de conexões nacionais, e de cooperação internacional, sobretudo, com países de língua portuguesa.

Fonte: UEMG (www.uemg.br) com informações do Polo Audiovisual

Nenhum comentário :

Postar um comentário