quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Casal de Cataguases é preso em Matipó por estelionato e falsificação de produtos agrícolas

A Polícia Militar prendeu, nesta quarta-feira (14), em Matipó, na Zona da Mata Mineira, um casal que residia em Cataguases, suspeitos de estelionatos e falsificação de produtos agrícolas, na região e em outros estados.

Após denúncias, os suspeitos, um rapaz de 26 anos e sua namorada, de 24 anos, foram abordados na agência do Banco Sicoob localizada na Praça Independência, centro, em Matipó, no momento em que tentavam descontar um cheque adulterado. Segundo a PM, o cheque passado para o casal pela venda de produtos falsificados seria de R$ 200 e foi adulterado para R$ 3.200. A vítima, um idoso de 79 anos, residente na zona rural de Abre Campo, havia comprado os produtos no dia 12 de agosto, mas ao perceber que eram falsificados, sustou o cheque e registrou a ocorrência. 

Após busca pessoal foi localizado outros cheques com o suspeito, totalizando 21 cheques preenchidos com  valores diversos, a maioria deles no valor de R$ 200,00. Também foi encontrada, em uma bolsa, a quantia de R$ 35.169,10 em dinheiro, que também foi apreendida.

O casal estava temporariamente em uma casa alugada na cidade de Abre Campo. A casa foi vistoriada, sendo localizado blocos de notas fiscais “frias”, diversos rótulos adesivos para falsificação de fertilizantes líquidos, contabilidades de venda dos produtos falsificados, crachás falsificados de engenheiro agrônomo, com nome e foto do suspeito, uniformes com a inscrição “técnico em agropecuária”, além de galões com produtos falsificados.

Os policiais também contactaram a empresa proprietária da marca de fertilizantes “Absoluta Fertilizantes”, que informou que o suspeito já havia praticado o mesmo delito também nos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, estimando os prejuízos da firma e de proprietários rurais, vítimas do estelionato, em mais de R$ 1 milhão.

Ainda conforme a PM, a jovem, namorada do suspeito, o acompanha na prática de delitos, tendo a vítima relatado que ela esteve em sua residência, se passando por engenheira agrônoma e dizia que os produtos falsificados eram bons e originais.  

Na ação, os policiais também apreenderam uma caminhonete S10, placas de Cardoso Moreira/RJ e uma máquina para operações com cartão de crédito que estava no interior do veículo. 

Todo material apreendido e os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil para as demais providências.


Nenhum comentário :

Postar um comentário