sexta-feira, 22 de novembro de 2019

Governo do Estado reconhece Cataguases como Polo Audiovisual da Zona da Mata

Título garante benefícios para empresas da região, como facilidade em linha de crédito e reconhecimento do mercado consumidor internacional

O Governo de Minas Gerais certificou Cataguases como Arranjo Produtivo  Local (APL) Audiovisual da Zona da Mata mineira. Com isso, o município passa a ser o 50° APL do estado.

O título pode não ser tão familiar, mas está muito presente na vida dos mineiros. Os APLs são aglomerados de empresas que atuam num mesmo segmento ou em setores relacionados que tornam um determinado local referência no assunto. São arranjos assim que fazem, por exemplo, a cidade de Barbacena ser reconhecida por suas floriculturas. O mesmo acontece com Santa Rita do Sapucaí, por seus eletrônicos, e Nova Serrana, por seus calçados.

Desde 2002, empresas, líderes da sociedade civil, fundações, universidade e governos atuam em prol do fomento da economia criativa da região de Cataguases, tendo o Audiovisual e as Tecnologias Digitais como segmentos estruturantes. De lá para cá, o polo é conhecido por suas produções de filmes, festivais e eventos culturais, principais fontes de fomento à economia.

A 7ª edição do Festival Ver e Fazer Filmes que aconteceu durante toda a semana em Cataguases, trouxe um pouco do que está sendo produzido na cidade e mostrou como que o audiovisual tem se firmado como importante fonte geradora de recursos. Na abertura do Festival foi anunciado o resultado final da segunda etapa do Edital de Coinvestimentos Regionais, com os recursos do Fundo Setorial do Audiovisual – FSA, da Agência Nacional do Cinema, ANCINE. Nesta etapa, são R$ 8.750.000.00 que irão beneficiar 17 projetos de obras audiovisuais

Diante da importância do polo, o Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), elaborou estudo econômico do setor produtivo para o reconhecimento do APL, o que resultou na certificação.

Para o superintendente de Atração de Investimentos e Estímulo à Exportação da Sede, Paulo Ricardo Diniz Filho, com o reconhecimento do governo estadual, fica registrado também o esforço de coordenação e de trabalho dos atores produtivos da região. “Estamos dando um sinal bem claro que nós, como Estado, encaramos o audiovisual como uma atividade produtiva, geradora de riquezas e que, portanto, merece ser tratada no âmbito do desenvolvimento econômico do Estado de Minas Gerais”, explica Diniz.
Exibição do Filme “Maria do Caritó”, realizado no Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais com a atriz Lilian Cabral.

Além de articulação com instituições financeiras com objetivo de reduzir taxas de juros, a certificação permite que o governo possa atuar no fortalecimento da comercialização interna e internacional da região. Com o reconhecimento, o polo também recebe apoio no desenvolvimento de pesquisas tecnológicas para a melhoria de produtos e processos a serem aplicadas no setor produtivo, entre outros benefícios.


De acordo com o subsecretário de Promoção de Investimentos e Cadeias Produtivas da Sede, Juliano Alves Pinto, a certificação oferece à Cataguases e ao APL um reforço significativo de marca. “Essa formalização é um carimbo de qualidade do produto oferecido pela região, o que acaba atraindo mais investimentos de outras empresas do setor e agregando ainda mais valor ao produto”, afirma.
Fonte: SEGOV e Polo Audiovisual da Zona da Mata

Nenhum comentário :

Postar um comentário