sábado, 9 de novembro de 2019

Vem aí o 7º Festival Ver e Fazer Filmes: 19 A 22 de novembro

Realizado anualmente na cidade de Cataguases, o Festival Ver e Fazer Filmes, chega à sua sétima edição com motivos para celebrar.

O evento promove mostras de filmes com temática diferenciada para crianças, jovens e o público em geral; exibe pela primeira vez o filme “Maria do Caritó” realizado no Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais e já sucesso nos cinemas nacionais; revela o talento de realizadores locais com exibição e premiação de seus curtas-metragens; anuncia o resultado do Edital Coinvestimentos Regionais, que irá potencializar a produção audiovisual na região mineira; e promove dois fóruns temáticos envolvendo escolas e agentes públicos.


Ver Filmes: mostra Cine Escola Animada

Na etapa Ver, com a realização da Mostra Infantil E Juvenil o evento alcançará a participação de mais de 800 estudantes de escolas de Cataguases, sendo 500 crianças do Ensino Fundamental e 250 jovens do Ensino Médio.

Eles irão escolher os melhores filmes das duas mostras, entre 15 obras de ficção, animação e documentários, selecionadas por curadoria especializada entre as produções nacionais mais recentes. Cerca de 40 professores participam também das mostras. A exibição dos filmes é seguida de debates, mediados por profissionais da Educação e do Audiovisual.


Fazer Filmes: mostra Usina Criativa De Cinema

A etapa Fazer promove a Mostra Usina Criativa De Cinema, onde serão exibidos pela primeira vez os curtas-metragens realizados por novos talentos da Região, selecionados por meio de uma chamada pública realizada no início de 2019. O evento, com premiação dos filmes em diversas categorias, marca o encerramento do Festival, sendo uma das ações mais concorridas da programação.

Em sua 4ª edição, o Edital Usina Criativa De Cinema é uma inciativa de qualificação profissional dirigida a realizadores audiovisuais locais. A cada ano são selecionados 04 projetos de produção de curtas-metragens inéditos e originais que recebem – cada um – R$30 mil pra sua realização, além de consultorias em diversas áreas técnicas do audiovisual. Cada equipe mobiliza mais de 50 profissionais locais em sua produção, expandindo a ação de formação para produtores, técnicos, artistas e assistentes de diversas áreas.

Em 2019, a chamada criativa teve 21 inscritos de 10 cidades da Zona da Mata mineira. Após análise da Comissão de Seleção, foram selecionados os projetos: “Até Aonde a Vista Alcança”, diretor Jader Barreto Lima da Silva, de Visconde do Rio Branco; “Banzo”, diretora Monique Rangel, de Leopoldina; “Luiz vai buscar pão” (ou A invenção do Panetone), diretora Bruna Schelb Correa, de Cataguases; “tear”, diretora Mariela Oliveira, de Cataguases.

Como prevê o edital, um quinto curta-metragem foi produzido por um Diretor(a) Convidado(a), missão que coube à diretora e roteirista mineira Clarissa Ramalho, com a filmagem de “A Forma do Vazio”, um documentário sobre o processo de criação e produção do longa “Natureza Morta”, realizado também por Clarissa, na Zona da Mata mineira.


Destaque 2019: “Maria do Caritó” terá exibição em Cataguases e Piacatuba

Destaque na programação, o filme “Maria do Caritó”, uma comédia dirigida por João Paulo Jabur e protagonizada pela atriz Lilia Cabral, terá duas sessões especiais, abertas ao público, em Cataguases e em Piacatuba, distrito de Leopoldina.

Recém-lançado nos cinemas nacionais (31 de outubro), o filme foi produzido com o apoio do Polo Audiovisual da Zona da Mata, com locações em Sinimbu e Glória, distritos de Cataguases, e em Piacatuba, distrito de Leopoldina, onde contou com a participação de um grande número de figurantes locais. Cerca de 40 profissionais da região, entre técnicos, produtores e artistas, foram contratados por uma coprodução das empresas Eh! Filmes (RJ) e Camisa Listrada BH (MG), que se juntou a equipe técnica e artística do Rio de Janeiro e Belo Horizonte na produção do filme.

Polo Audiovisual da Zona Da Mata: uma potência na regionalização da produção audiovisual nacional

O Festival será palco para o anúncio do resultado final do Edital Coinvestimentos Regionais, uma iniciativa da Agência Nacional do Cinema – ANCINE em parceria com a Agência de Desenvolvimento do Polo Audiovisual da Zona da Mata MG.

Com 83 projetos habilitados o Edital irá disponibilizar R$ 8.750.000,0 do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA-ANCINE) para produções em diversos segmentos do audiovisual.

A Chamada Pública tem a parceria da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo da Prefeitura de Cataguases, com a contrapartida local através do patrocínio da Energisa Minas Gerais, por meio da Lei de Incentivo à Cultura da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo do Governo de Minas Gerais.


Fórum Diver-Cidades Criativas

Ainda na programação, o Fórum reunirá dois momentos. No primeiro, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Cataguases, o tema será “Escola Criativa: o Audiovisual na Educação”, com participação de estudantes e professores de escolas e universidades de Cataguases. O segundo terá o tema: “Cultura Empreendedora” envolvendo a parceria com o Conselho de Desenvolvimento de Cataguases – CODEC e o SEBRAE MG.


Realização:

O 7º Festival é uma realização do Instituto Cidade de Cataguases em parceria com o Instituto Fábrica do Futuro, Fundação Cultural Ormeo Junqueira Botelho e a Agência de Desenvolvimento do Polo Audiovisual da Zona da Mata de Minas Gerais, com o patrocínio da ENERGISA através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura da Secretaria de Estado da Cultura de Minas Gerais. O evento conta também com o apoio do Sebrae e da Prefeitura Municipal de Cataguases através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e da Secretaria Municipal de Educação de Cataguases.

Veja programação completa clicando aqui.

Nenhum comentário :

Postar um comentário